Imagem Blog

Notas Etílicas - Por Saulo Yassuda

Por Saulo Yassuda
O jornalista Saulo Yassuda cobre cultura e gastronomia. Faz críticas de bares na Vejinha há dez anos. Dá pitacos sobre vinhos, destilados e outros assuntos
Continua após publicidade

Cana leva drinques de cachaça e agito à Vila Buarque

O bar recebe galera que curte um rolê no centro, boa parte LGBTQIA+, e que se espalha pela calçada. Leia a crítica

Por Saulo Yassuda Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
19 abr 2024, 06h00

Um burburinho tem se formado em frente ao número 415 da Rua General Jardim. Funciona ali, desde março, o Cana, encaixado no térreo de um edifício residencial da Vila Buarque. Aparece por lá uma galera que curte um rolê no centro sem frescura, boa parte LGBT+, que se espalha pelo deque e pela calçada.

Um aviso a jovens senhores e senhoras: dá para sentar nessa área externa e no salão, com decoração apinhada de peças de artesanato nacional, mas os visitantes são incentivados a ficar de pé conforme o fim de semana se aproxima, com DJs e bandas disparando brasilidades de sexta a domingo. Os pedidos são feitos no caixa e entregues depois por simpáticos atendentes.

A seção etílica presta um tributo à cachaça, ainda que sirva apenas uma marca, a Coscobeu, produzida no sul da Bahia pela família dos sócios e primos, o engenheiro Jander Rocha e o ator Murilo Rocha, que cuida da operação e da carta de coquetéis.

cana-sócios
Os sócios do Cana: Jander e Murilo Rocha (Ricardo Dangelo/Veja SP)

Dá para bebericar em dose a branquinha (R$ 13,30), as caninhas que passam por madeira — carvalho (R$ 15,40) e umburana (R$ 16,50) — e as infusões, saborizadas com jambu, aridã ou capim-santo (R$ 17,50 cada uma).

Os drinques fazem a linha ligeira e fácil de tomar. Ganham nomes como xero de gabriela (cachaça em carvalho, suco de laranja e xarope de cravo e canela; R$ 37,00) e santa pinga (cachaça em carvalho, suco de abacaxi, capim-santo, limão-taiti e mel; R$ 37,00).

cana-pinga
Pinga com mel e limão: sugestão do Cana (Ricardo Dangelo/Veja SP)

A pinga com mel e limão (R$ 20,00) é outra boa escolha. Uma pena, o drinque-identidade do local, o cana (cachaça branca, caldo de cana, limão-taiti e gengibre; R$ 27,50) pode acabar no meio da noite.

Para ajudar na bebericagem, os petiscos também têm alguma pegada brasileira. O torresmo carnudo e tostado demais (R$ 36,00 a porção), com ketchup de goiabada, é um deles.

Avaliação: BOM (✪✪✪)

Cana

Rua General Jardim, 415, Vila Buarque, telefone 98163-1646. Tem acessibilidade. 
Das 17h às 0h (sábado a partir das 12h; domingo 12h às 22h; fecha segunda e terça). 

Confira o cardápio:

Cardápio Cana
(Cana/Divulgação)

Publicado em VEJA São Paulo de 19 de abril de 2024, edição nº 2889

BAIXE O APP COMER & BEBER E ESCOLHA UM ESTABELECIMENTO:

IOS: https://abr.ai/comerebeber-ios

ANDROID: https://abr.ai/comerebeber-android

Compartilhe essa matéria via:

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.