Imagem Blog

Notas Etílicas - Por Saulo Yassuda Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Saulo Yassuda
O jornalista Saulo Yassuda cobre cultura e gastronomia. Faz críticas de bares na Vejinha desde 2014. Dá pitacos sobre vinhos, destilados e outros assuntos
Continua após publicidade

Fervido, Bandeira Bandeira recebe público LGBTQIA+

Boteco da Barra Funda funciona tanto para um date quanto para uma parada antes da balada. Leia a crítica

Por Saulo Yassuda Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 2 dez 2022, 12h13 - Publicado em 2 dez 2022, 06h00

O público festivo e fã de pé-sujo já adotou o Bandeira Bandeira, aberto em junho. Esse híbrido de boteco e bar de agito funciona tanto para um date mais animado quanto para uma parada antes da balada. A turma é predominantemente LGBTQIa+ e, boa parte dela, feminina e de inclinação progressista.

A conversa rola na calçada (a maioria) ou no salão escurinho, com velas a iluminar as mesas, e o som de pop dos 2010, brasilidades atuais e funk nas caixas sonoras — no fim de semana, os decibéis crescem um pouco e a aglomeração, também. A cerveja em garrafa (Barra Funda, R$ 16,00), conservada em “camisinhas” de plástico, é o combustível dos frequentadores servido em copos americanos.

Os drinques chamam a atenção pelos preços razoáveis. Funciona bem o bloody mary (R$ 28,00), um suco de tomate alcoólico bem temperado, e o sininho (Cynar, limão-taiti, água tônica e xarope de gengibre; R$ 24,00), bom para refrescar. Pedido com o gim mais barato (R$ 24,00), o larissinha, com maracujá, angostura e borda de melaço, nem sempre é dos mais equilibrados.

Esse não é um bar para matar a fome — para isso, use vizinhos, como o Laskarina Bouboulina, que têm cozinha mais completa. Mas não se fica de estômago vazio por lá. Há a porção com fatias de pão artesanal — durante o dia, funciona ali a padaria Farinha — com um acompanhamento à escolha (poderia haver a possibilidade de pedir um extra), entre eles o bom picles de chuchu. Custa R$ 16,00.

Continua após a publicidade

Avaliação: BOM (✪✪✪)

Bandeira Bandeira
Rua Sousa Lima, 81, Barra Funda. Não tem telefone
Das 18h até 0h (sábado a partir das 16h; domingo das 16h até 21h; fecha segunda e terça)
Tem acessibilidade
Instagram @bandeirabandeirabar
Aberto em 2022

Veja o cardápio:

Continua após a publicidade

 

Publicado em VEJA São Paulo de 7 de dezembro de 2022, edição nº 2818.

Para ficar por dentro do universo dos bares e da gastronomia, siga @sauloyassuda no Instagram e no Twitter.

Continua após a publicidade

+Assine a Vejinha a partir de 9,90.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.