Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Luan Freires - Boombox Por Blog Shows, curiosidades e notícias do mundo da música

Os melhores shows de 2014

Apesar do mercado de shows ter esfriado em relação aos anos anteriores, não faltaram boas opções para os fãs de música ao longo do ano. Teve ex-beatle inaugurando estádio novo, banda de stoner rock quebrando tudo na Barra Funda, sanfoneiro honrando o espaço deixado vazio com a morte Dominguinhos e por aí vai. A seguir, […]

Por Luan Freires Atualizado em 26 fev 2017, 19h36 - Publicado em 19 dez 2014, 13h17
Foto: Felipe Cotrim

Foto: Felipe Cotrim

Apesar do mercado de shows ter esfriado em relação aos anos anteriores, não faltaram boas opções para os fãs de música ao longo do ano. Teve ex-beatle inaugurando estádio novo, banda de stoner rock quebrando tudo na Barra Funda, sanfoneiro honrando o espaço deixado vazio com a morte Dominguinhos e por aí vai. A seguir, a minha lista com os cinco espetáculos que assisti e mais gostei, além de outros quatro que valem a menção.

1. Paul McCartney no Allianz Parque (25 e 26 de novembro)

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=jLAVjO5bVUs?feature=oembed&w=500&h=281%5D

Não tem jeito. Paul McCartney fez o show mais importante do ano. O eterno Beatle encantou na estreia do Allianz Parque, nova casa do Palmeiras, que pode se tornar o principal espaço de grandes eventos da cidade. Mas não foi só a relevância da ocasião que o colocou na primeira posição da lista: as duas apresentações foram divertidíssimas e agradaram as mais diversas faixas de idade que foram ao estádio prestigiá-lo.

2. Queens of The Stone Age no Espaço das Américas (25 de setembro)

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=NWIQ-7nNYNw?feature=oembed&w=500&h=281%5D

Não é a minha banda favorita, longe disso, mas é inegável a qualidade do espetáculo feito pelo canastrão Josh Homme e por seus companheiros de grupo. Eles mostraram aos paulistanos a turnê de … Like Clockwork (2013), o excelente sexto disco de estúdio. Quem esgotou os oito mil ingressos colocados à venda para a apresentação no Espaço das Américas não se arrependeu.

3. Allen Toussaint no Parque do Ibirapuera e no Bourbon Street (16 e 19 de agosto)

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=4EihE9a_mEE?feature=oembed&w=500&h=281%5D

Depois de 21 anos, o Bourbon Street segue como o principal refúgio do jazz na cidade. O já tradicional Bourbon Street Fest, realizado no Parque do Ibirapuera e na casa de shows de Moema, teve neste ano o brilhante Allen Toussaint como atração principal. Nas exibições, o americano de Nova Orleans esbanjou simpatia e destreza no piano em canções como Fortune Teller e Southern Nights.

4. Mestrinho na Choperia do Sesc Pompeia (10 de outubro)

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=oYUIxrXRWrw?feature=oembed&w=500&h=281%5D

O sanfoneiro sergipano de 26 anos é um dos músicos mais talentosos de sua geração. Ele foi requisitado por gente como Elza Soares, Elba Ramalho, Mariana Aydar e Gilberto Gil antes de lançar o primeiro disco solo, Opinião, neste ano. O trabalho o levou a se apresentar em lugares bem diferentes entre si, como o Bourbon Street e a Choperia do Sesc Pompeia, além do circuito de forró da cidade – sempre para um público bem numeroso. Faz sentido: o disco é eclético e flerta com a MPB e com o jazz. Há quem diga que o ele seja herdeiro natural de Dominguinhos, morto em 2013, que foi seu amigo.

5. Gilberto Gil no Theatro Net (16 de julho)

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=ALRryx9P5e8?feature=oembed&w=500&h=281%5D

Continua após a publicidade

A solução encontrada por Gilberto Gil para driblar a idade e a perda da força da voz foi apostar no banquinho e no violão. Neste ano, lançou Gilbertos Samba (2014), apenas com versões de músicas que ficaram famosas na voz sussurrada e no violão sincopado de João Gilberto. O que poderia ser apenas um truque se tornou uma homenagem sincera e bem interessante. O baiano ousou nos arranjos e deu novo fôlego a composições como Desafinado e Doralice. Para tanto, cercou-se de músicos jovens como o filho Bem Gil (violão, guitarra, percussçai e flauta), Domenico Lancelotti (bateria e percussão) e o já citado Mestrinho para conceber um ótimo espetáculo, no qual é possível até perdoar os devaneios intermináveis do artista principal.

Bônus:

Erasmo Carlos no HSBC Brasil (6 de setembro)

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=Rbiy3uN5kCE?feature=oembed&w=500&h=281%5D

Gigante Gentil, último disco de Erasmo Carlos, foi lançado neste ano. Era grande a expectativa em torno da apresentação das novas faixas na cidade em maio, mas a morte do filho Alexandre Pessoal, às vésperas da ocasião, fez com que o show fosse cancelado. Como ele mesmo disse, “a vida continua”, e o trabalho só foi lançado por aqui quatro meses depois. Valeu a espera. O guitarrista Luis Sérgio Carlini foi convocado para tocar junto à banda do Tremendão as novidades e os sucessos Festa de Arromba Mesmo Que Seja Eu. Outra presença ilustre foi a de Marcelo Jeneci, que tocou e cantou Sentado à Beira do Caminho. Agora, a ansiedade é grande em torno do especial no Tom Jazz com os “lados B” lançados por Erasmo nos anos 70 – a melhor fase da carreira do artista.

The Hives na Arena Anhembi e no Cine Joia (14 e 16 de novembro)

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=EOYcmA5BXnQ?feature=oembed&w=500&h=375%5D

É difícil explicar para quem não viu esses suecos ao vivo como é possível uma banda tão mediana em estúdio realizar um show tão excepcional. Neste ano, eles voltaram à cidade para abrir o show do Arctic Monkeys e se apresentar sozinhos no Cine Joia. Na primeira ocasião, simplesmente ofuscaram os apáticos ingleses. Já na exibição-solo, que encerrou a turnê do quinteto, deixaram ainda menor a já pequena casa de shows da Liberdade. Veja o que fez o vocalista no vídeo acima e tenha uma breve noção do que aconteceu naquele dia. Se eles voltarem para cá, não deixe de assisti-los.

Lollapalooza no Autódromo de Interlagos (5 e 6 de abril)

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=Sg3EfQg1uuE?feature=oembed&w=500&h=281%5D

A terceira edição brasileira do festival foi a que, até hoje, apresentou o melhor lineup. Ficou difícil para quem foi ao Autódromo de Interlagos decidir entre as diversas atrações que se espalharam pelo local. O primeiro dia foi ótimo, com Nine Inch Nails, Phoenix, Lorde, mas o segundo conseguiu ser melhor. Das novatas do Savages até os veteranos de Pixies, Soundgarden e Arcade Fire, a escalação foi muito acertada. O genial guitarrista Johnny Marr, ex-The Smiths e recém lançado na carreira solo, fez uma das apresentações mais marcantes: ele tocou enquanto ainda se recuperava de uma fratura na mão.

METZ no Audio Club (15 de maio)

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=712uyoButEs?feature=oembed&w=500&h=281%5D

Em maio, São Paulo recebeu o Sub Pop Festival, que relembrava o legado da histórica gravadora de Seattle. Os astros da noite deveriam ser os integrantes do Mudhoney, banda que fez parte da era de ouro do selo, mas quem roubou a cena foram os canadenses do METZ. Com um som brutal, eles mostraram as faixas do primeiro e até agora único disco, homônimo (2012). A surpresa do ano.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês