Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Vinho e Algo Mais Por Por Marcelo Copello Especialista na bebida, Marcelo Copello foi colunista de Veja Rio. Sua longa trajetória como escritor do tema inclui publicações como a extinta Gazeta Mercantil e livros, entre eles "Vinho e Algo Mais" e "Os Sabores do Douro e do Minho", pelo qual concorreu ao prêmio Jabuti

O avanço dos rótulos veganos

A produção da bebida sem a adição de produtos de origem animal vem conquistando mais adeptos

Por Marcelo Copello Atualizado em 5 Maio 2022, 21h10 - Publicado em 6 Maio 2022, 06h00

Seja você vegetariano/vegano ou não, talvez não saiba que tradicionalmente a elaboração de vinhos pode conter produtos animais. Os vinhos veganos, contudo, existem e são uma categoria em crescimento.

A elaboração da bebida é composta de várias etapas e inúmeros detalhes. O momento quando mais comumente são utilizados produtos animais é o da “clarificação”. Adota-se o processo para remover impurezas ou imperfeições, como proteínas, leveduras, aromas desagradáveis e deixar sua cor mais límpida, e ajudar a amaciar os taninos (no caso dos tintos).

A clarificação auxilia na obtenção de vinhos límpidos e brilhantes, em especial brancos e rosados, e protege contra a oxidação. O produto animal mais comum é a clara de ovo (albumina), usada há séculos em todo o mundo. Alguns dos outros produtos que eventualmente podem ser empregados na clarificação são: caseína (proteína do leite), gelatina (colágeno animal de origem bovina ou suína), cola ou óleo de peixe, alginatos (algas marinhas), quitina (produto da casca/concha de crustáceos).

É fundamental esclarecer que as quantidades desses produtos presentes na bebida são ínfimas, só traços, mas para os veganos o conceito é importante, já que muitos seguem esse estilo de alimentação e de vida não apenas por questões nutricionais, mas também por causa da ética e preocupações ambientais.

O uso de agentes não animais para a clarificação é uma tendência, sendo os mais comuns os produtos de carbono, bentonita (argila), calcário, sílica, caseína vegetal, batatas e ervilhas. Embora não seja obrigatório um vinho trazer no rótulo se é ou não vegano, muitos produtores estampa a informação, já que é crescente o interesse do consumidor.

Existem entidades certificadoras, mas, como esse processo pode ser dispendioso e burocrático, muitos produtores não buscam certificações.

Continua após a publicidade

Cuatro Rayas Vendimia Noturna D.O. Rueda Verdejo. Da região de Rueda, no noroeste da Espanha, 100% casta verdejo, sem madeira. Cor amarelo palha clara. Aroma fresco, de limão, lichias, melão, maçã verde, nota mineral salina. Paladar seco e macio, com ótima acidez. Custa R$ 76,53. Compre na Wine.

Meerendal W.O. Cape Town Pinotage. 100% pinotage da região da Cidade do Cabo, na África do Sul. 30% do vinho amadurece em barricas novas de carvalho francês e o restante em barricas de segundo e terceiro uso por doze meses. Cor rubi escura. Aroma de frutas vermelhas, madeira, tabaco. Paladar de médio corpo, macio. Custa R$ 117,53. Compre na Wine.

Bericanto Rosato Vicenza DOC 2020. Um rosé italiano da região do Veneto. Cor entre rosa pálido e casca de cebola. Aroma intenso e frutado, com morango e framboesa, notas florais. Paladar leve e com bom equilíbrio entre doçura e acidez. Custa R$ 109,90. Compre na Evino.

FitaPreta A Laranja Mecânica by António Maçanita 2020. Do Alentejo-Portugal, elaborado com arinto, roupeiro, verdelho, antão vaz, alicante branco, trincadeira-das-pratas, fernão pires, com maceração de suas cascas, dando uma coloração mais alaranjada ao vinho, que tem aromas de casca de laranja, mel, frutas cristalizadas. Paladar de bom corpo, textura macia, com uma ponta de taninos, boa acidez. Custa R$ 429,90. Compre na Evino.

Assine a Vejinha a partir de 12,90 mensais

Valeu pela visita! Volte sempre e deixe seu comentário. Aproveite para curtir minha página no Facebook e minhas postagens no Instagram.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)