Imagem Blog

Filmes e Séries - Por Barbara Demerov

Aqui você encontra críticas, entrevistas e as principais novidades sobre o mundo do cinema e do streaming
Continua após publicidade

Adaptação de Jane Austen, filme ‘Persuasão’ é leve e despretensioso

Dakota Johnson mescla bem o humor e o drama na interpretação de Anne; longa está disponível na Netflix

Por Barbara Demerov
19 ago 2022, 06h00

✪✪Na Netflix, está disponível uma boa opção para fãs de romance e de filmes de época. Persuasão traz Dakota Johnson (A Filha Perdida) no papel de Anne Elliot, moça que vive com sua família esnobe (e que, ao mesmo tempo, está à beira da falência).

+ Olivia Cooke: ‘A Casa do Dragão’ é mais “nuclear” que ‘Game of Thrones’

A protagonista é uma mulher considerada fora do padrão por quem está à sua volta. Ela tem um estilo moderno e humor afiado. Quando Fredrick Wentworth (Cosmo Jarvis), homem impetuoso que um dia ela afastou, reaparece em sua vida, Anne precisa escolher entre deixar o passado para trás e ouvir o próprio coração quando se trata de uma nova chance para o amor.

Sendo uma adaptação de Jane Austen, o espectador pode esperar por um ritmo vagaroso (mas nunca tedioso), que prioriza a construção da relação entre o jovem casal e de todas as possíveis consequências dos caminhos que Anne pode optar por seguir.

Dakota — que já está bem distante da fama que ganhou pela trilogia ’50 Tons de Cinza — está adorável no filme dirigido por Carrie Cracknell. Ela entrega humor e drama em diferentes momentos com uma personagem profunda, que clama por independência e, ao mesmo tempo, procura um refúgio seguro. A nova versão de ‘Persuasão’ é despretensiosa, leve e mais conectada para atingir as novas gerações.

Continua após a publicidade

Mais adaptações de Jane Austen no cinema

A escritora inglesa Jane Austen (1775-1817) escreveu diversos romances ao longo de sua vida. Persuasão é um deles, e o filme lançado pela Netflix é a terceira adaptação cinematográfica. A mais famosa delas ainda é a versão de 2007, estrelada por Sally Hawkins e Rupert Penry-Jones.

Mas, sem dúvida, a narrativa mais conhecida (e amada) é a de Orgulho e Preconceito. A produção de 2006 foi indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor figurino, e traz Keira Knightley e Matthew Macfadyen nos papéis do casal principal. Romântico, engraçado e profundo, o longa capta com naturalidade tudo o que Jane eternizou em suas páginas.

Outra história cativante é Razão & Sensibilidade, que chegou às telas em 1995 em versão protagonizada por Kate Winslet, Emma Thompson e Alan Rickman. E não podemos nos esquecer da personalidade forte retratada na imagem de Emma: a adaptação mais recente, de 2020 (‘Emma.’, com ponto-final), é um primor em termos estético e narrativo. ‘Amor & Amizade’, de 2016, não é tão conhecido, mas também merece o play.

+Assine a Vejinha a partir de 9,90.

Continua após a publicidade

Publicado em VEJA São Paulo de 24 de agosto de 2022, edição nº 2803

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.