Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
A Tal Felicidade Saúde, bem estar e alegria para os paulistanos

O combustível que move o mundo

A mentora Thais Galassi acredita que, quanto maior a inteligência emocional, melhor a capacidade de lidar com desafios e, assim, encontrar a felicidade

Por Thais Galassi, em depoimento a Helena Galante Atualizado em 10 mar 2022, 18h29 - Publicado em 11 mar 2022, 06h00

O que move a humanidade? Arrisco dizer que é a busca pela felicidade. É ela que nos motiva a trabalhar, estudar, realizar coisas, viajar, casar, conquistar! Mas e se lhe perguntassem agora: o que é felicidade para você? Esse sentimento maravilhoso, mas difícil de explicar, está associado ao contexto e às vivencias de cada um e, com toda certeza, cada pessoa encontra um significado diferente para definir algo tão, mas tão, complexo.

Vou fazer um exercício de suposições. Para muitos, a felicidade está nos bens materiais; para outros, é ter muita saúde; para os apaixonados, é viver um grande amor; para quem se dedica à carreira, é conquistar o cargo desejado; para os pais, que os filhos sejam bem-sucedidos. Percebe que, em todos os casos citados, a felicidade está sempre do lado de “fora”?

Estamos condicionados a pensar que a felicidade vem sempre de alguma conquista exterior. Estudando a mente humana profundamente, descobri que a felicidade é um estado de “ser” que despertamos no nosso interior, ou seja, um estado mental.

Quanto maior o nível de inteligência emocional, menos conflitos internos e externos teremos, menos as circunstâncias irão incomodar e irritar. Assim, permanecemos com uma atitude mental confiante com a vida, vibrando nas emoções positivas.

Meditar, viver no aqui e no agora, ter contato com a natureza, fazer uma prece. Tudo isso é um estado de plenitude. Quando estamos no presente, isso expande nossa alma e traz insights poderosos. Quanto maior o nível de serenidade da mente, maior será a paz de espírito. A conclusão é: não há felicidade quando não se tem um propósito.

Imagine algo que queira muito conquistar. Qual foi a sensação? Na maioria das vezes, quando sonhamos com algo que desejamos profundamente — mesmo inconscientemente —, despertamos uma emoção positiva. Se somos aquilo que acreditamos, então ativar o sentimento de felicidade dentro de nós é compreender que a vida vai continuar nos desafiando. A virada de chave é como você vai lidar com os desafios.

Veja seus problemas como oportunidades de transformação e crescimento emocional, mental e espiritual. Busque o aprendizado com as adversidades e veja como as coisas se resolvem de maneira fácil e, principalmente, aprenda a evitar essas situações difíceis que tenha vivenciado. Isso vai determinar a sua felicidade e também a qualidade de vida.

Continua após a publicidade

Sem o contraste da tristeza, a felicidade não existe. Essa frase parece aliviar o peso de sempre ter de estar realizados. É querer uma vida sem problemas, alegre e satisfeita, e isso, definitivamente, não vai acontecer. É o encaixe da engrenagem que nos faz amadurecer. É preciso entender que faz parte, mas que também não dá para ficar paralisado ou reclamando de tudo.

Depois de tudo isso, você deve estar se perguntando: afinal, o que é uma vida feliz? No meu ponto de vista, é uma jornada com significado, propósito e inteligência emocional suficientes para lidar com os desafios quando eles aparecerem, sem medo de ser feliz!

Thais é uma mulher branca, de cabelos e olhos castanhos. Ela usa uma camiseta, uma calca e um blazer pretos. Da cintura para cima, ela é fotografada em um fundo branco, com as mãos na cabeça
Thais Galassi é mentora de inteligência emocional e autora do livro Cocriando Sonhos — A Lei da Atração em 5 Passos Rodolfo Corradin/Divulgação

A curadoria dos autores convidados para esta seção é feita por Helena Galante. Para sugerir um tema ou autor, escreva para hgalante@abril.com.br

+Assine a Vejinha a partir de 12,90. 

Publicado em VEJA São Paulo de 16 de março de 2022, edição nº 2780

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)