Imagem Blog

Blog do Lorençato Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Arnaldo Lorençato
O editor-sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 30 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista é professor-doutor e leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie
Continua após publicidade

Memória: Fuad Zegaib (1932-2022) é o criador da picanha na grelha

Fundador da churrascaria Dinho’s, originalmente Dinho’s Place, morreu em decorrência de complicações da Covid-19

Por Arnaldo Lorençato Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
2 dez 2022, 06h00

Em uma entrevista que fiz anos atrás com Fuad Namen Zegaib (1932-2022), fundador da churrascaria Dinho’s, ele reclamava para si a criação do corte de carne favorito entre muitos brasileiros: a picanha. Embora admitisse que era praticamente impossível provar essa paternidade, afirmou: “A picanha não era feita na grelha em são Paulo. Fui o primeiro a preparar dessa forma”. Até então, segundo ele, não havia comercialização nem industrialização dessa carne para churrasco, que fazia parte da alcatra, localizada na parte superior da peça e cheia de gordura. Com um importante legado para a gastronomia paulistana, o restaurateur morreu na terça (22), aos 89 anos, em decorrência de uma pneumonia causada por complicações da Covid-19.

Dono de porte atlético e 1,92 metro de altura, Fuad ganhou ainda na infância o apelido de Dinho, que emprestou ao restaurante. Aficionado por esportes, seu primeiro negócio foi a academia atlas em 1951 — muito antes da onda fitness que dominou o mundo.

A mudança de ramo veio três anos depois, quando abriu a lanchonete Simbad na movimentada Rua Augusta. Em 1957, inaugurava outro endereço na mesma via, o Longchamp, restaurante expresso que marcou época com pratos rápidos e muito sanduíches.

Depois de se desfazer das duas lanchonetes, ambas extintas, Zegaib montou, em 1958, o Dinho’s Place, no mesmo ponto onde permaneceu até janeiro de 2020. Nesse endereço da alameda santos, no Paraíso, foi anexando edificações vizinhas até ter uma área de 1 500 metros quadrados. Foi lá que ficou famoso pelos ótimos cortes de carne, em especial a picanha e variantes de contrafilé. também servia uma disputada feijoada e um bufê de saladas e outro de frutos do mar.

Como a construção viria abaixo para virar o prédio, mudou-se para dois imóveis vizinhos nos números 48 e 70 da Rua Professor Azevedo de Amaral, nos Jardins. Mas enfrentou problemas. Uma das unidades, a casa do 48, de propriedade do advogado José Marcelo Braga Nascimento, embora pronta e com um lindo salão, integra o condomínio do Edifício Dolores, que impediu o funcionamento. Só restou à portentosa churrascaria resumir-se ao salão que no passado pertenceu ao ótimo e extinto restaurante Brasil a Gosto. Antes de partir, Zegaib já havia passado o bastão para o filho Paulo Zegaib, hoje à frente do restaurante.

Continua após a publicidade

Publicado em VEJA São Paulo de 7 de dezembro de 2022, edição nº 2818

+Assine a Vejinha a partir de 9,90. 

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:

Facebook: Arnaldo Lorençato

Continua após a publicidade

Instagram: @alorencato

Twitter: @alorencato

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas: + Fettuccine alfredo como se faz em Roma

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.