Imagem Blog

Blog do Lorençato

Por Arnaldo Lorençato
O editor-executivo Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há mais de 30 anos. De 1992 para cá, fez mais de 16 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista é professor-doutor e leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie
Continua após publicidade

Crítica e cardápio do Amadeus

Confira minhas impressões sobre a visita ao restaurante que criou um cardápio especial em homenagem aos trinta anos da casa

Por Arnaldo Lorençato Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 20 jan 2022, 14h15 - Publicado em 8 dez 2017, 17h53

A data pode parecer controversa. Se fôssemos olhar o “registro civil”, o Amadeus teria completado três décadas no ano retrasado. Fundado por outros donos, o restaurante foi adquirido pelo casal Ana e Tadeu Masano em 4 de dezembro de 1987, e é essa a data que os proprietários adotaram desde então como a da abertura oficial. Ao longo desse período, o Amadeus passou por significativas modificações.

Mudou-se de uma bela casa na Rua Pamplona para o interior de um hotel em 1991, onde permanece até hoje. Aos poucos, o cardápio com os pés na França e na Itália foi se transformando em coleção de deliciosas receitas de pescados. O investimento no segmento foi tão grande que Tadeu desenvolveu um criatório de ostras em Florianópolis para poder ter matéria-prima fresca e de qualidade.

Um avanço ainda maior se deu em 2002, com a entrada na cozinha de Isabella, a caçula dos Masano. Além dos clássicos introduzidos por seus pais, como o camarão frisson (R$ 139,00), que ela passou a servir com arroz negro, a chef formada pela Le Cordon Bleu desenvolveu receitas autorais, como o bacalhau sobre uma variação de cassoulet, feita de feijão-branco, linguiça e bacon (R$ 108,00).

Para celebrar o aniversário, comemorado até 23 de dezembro, há um menu especial (R$ 275,00), composto de ostras, cuscuz de camarão-branco de pesca artesanal, peixe no papelote, o próprio camarão frisson, sopa de capelete e rabada com polenta e agrião mais duas sobremesas, o manjar de coco na calda de caju e o sfraciatelli, doce de origem siciliana com mel e um mix de amêndoas, avelãs e nozes.

Confira os cardápios:

(Divulgação/Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

Menu 30 anos

Continua após a publicidade

 

 

 

 

 

 

 

Menu executivo

 

 

 

 

 

 

 

Sobremesas

 

 

 

 

 

 

 

 

Obrigado pela visita. Aproveite para deixar seu comentário, sempre bem-vindo, e curtir a minha página no Facebook. Também é possível receber as novidades pelo Twitter e seguir minhas postagens no Instagram.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.