Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 29 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Chef Renata Vanzetto, do Marakuthai, abrirá outro restaurante

Não falta espírito empreendedor à chef Renata Vanzetto, de 24 anos. Cozinheira caiçara, ela chegou à cidade em 2009 para abrir uma filial do Marakuthai, que era sucesso na Ilhabela, litoral norte de São Paulo. Acertou, de saída, no divertido nome do restaurante, que de tailandês tem apenas uma leve inspiração, como está descrito no […]

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 27 fev 2017, 00h38 - Publicado em 9 ago 2013, 20h20

Vanzetto: receitas em teste para o novo restaurante (Foto: Mario Rodrigues)

Não falta espírito empreendedor à chef Renata Vanzetto, de 24 anos. Cozinheira caiçara, ela chegou à cidade em 2009 para abrir uma filial do Marakuthai, que era sucesso na Ilhabela, litoral norte de São Paulo.

Acertou, de saída, no divertido nome do restaurante, que de tailandês tem apenas uma leve inspiração, como está descrito no cardápio contemporâneo.

Na capital, repetiu o êxito ao montar um local simples, de ambiente descolado e com menu no qual chamam a atenção algumas boas sacadas. Exemplos? As tiras de filé-mignon no molho picante de curry vermelho com arroz de jasmim e farofa de banana e a coxa de pato confitada ao molho de goiabada cascão com purê de queijo meia cura.

Agora, Renata se prepara para montar a segunda casa na mesma quadra do Marakuthai. “Embora diga que é um restaurante, irá abrir somente três vezes por semana, às terças, quartas e quintas no jantar. Assim, consigo tocar os Marakuthais”, conta.

O novo ponto já tem nome: Ema e fica na Rua da Consolação, 2902, esquina com a Alameda Itu.

“Escolhi esse nome porque sempre tive duas dessas aves em casa. Como morava numa região de mata na Ilhabela, as emas eliminavam as cobras que apareciam”, lembra.

Renata explica que o Ema é um lugar minúsculo , “do tipo secreto”. “Descobri o ponto caminhando pela rua. É uma casinha escondida no topo de um sobrado. É preciso subir uma escada para entrar no salão”, explica. Ela também viu ali uma oportunidade,  já que o aluguel era de 3 mil reais, muito pouco perto dos preços astronômicos que se cobram naquela região. “Quero que o restaurante seja barato”, garante.

Continua após a publicidade

A falta de espaço ajudou a chef a definir o conceito. A cozinha será aberta e terá um balcão baixo em torno dela. Ou seja, uma cozinha-balcão capaz de acomodar dezoito pessoas. Para atender os clientes que preferem mesas, haverá duas ou três no salão para no máximo dez  pessoas.

No cardápio, já em fase de testes, ela colocará releituras de pratos que provou sua infância e depois passou a fazer. São receitas como o mexilhão ao vinagrete e casquinha de siri com crosta de arroz. Também terá pedidas como o torresmo de peixe vermelho com limão-cravo. “Também quero repetir algumas apresentações minimalistas que aprendi no estágio que fiz no Noma (restaurante dinamarquês que já foi premiado o número 1 do mundo pela revista inglesa Restaurant).

+ Leia sobre o estágio da chef Renata Vanzetto no restaurante dinamarquês Noma

No restante do tempo, o Ema funcionará para eventos. Também estará disponível para quem queira alugar o espaço para, por exemplo, cozinhar para os amigos ou comemorar o aniversário. “Ao alugar o espaço, a pessoa terá toda a infraestrutura do restaurante à disposição tanto para ajudar a cozinhar quanto para fazer o serviço”, adianta.

A reforma do Ema começa no dia 12, a próxima segunda. Renata espera vê-lo pronto para inauguração no início de outubro.

A conferir.

Receitas em teste para o cardápio do Ema:

#gallery-2 {
margin: auto;
}
#gallery-2 .gallery-item {
float: left;
margin-top: 10px;
text-align: center;
width: 25%;
}
#gallery-2 img {
border: 2px solid #cfcfcf;
}
#gallery-2 .gallery-caption {
margin-left: 0;
}
/* see gallery_shortcode() in wp-includes/media.php */

Obrigado pela visita. Aproveite para deixar seu comentário, sempre bem-vindo, e curtir a minha página no Facebook.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês