Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 29 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Paola Carosella terá Arturito quase quatro vezes maior em novo endereço

Junto do restaurateur Benny Goldenberg, ela vai transferir o restaurante de Pinheiros para o Sumarezinho

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 6 Maio 2022, 01h45 - Publicado em 6 Maio 2022, 06h00

Imagine uma pessoa feliz. Essa é a chef Paola Carosella. Quinze dias atrás, me encontrei com ela, que estava radiante. “Estou guardando esse segredo para te contar faz quase um ano”, disse logo que nos cumprimentamos no térreo do Edifício Lacerda, um prédio de uso misto da construtora Idea!Zarvos, com desenho do arquiteto Isay Weinfeld, lançado em 2020 no bairro do Sumarezinho.

+ MasterChef já tem data de estreia de nova temporada

O mistério estava para ser revelado. Ao lado do fiel escudeiro, o sócio Benny Goldenberg, mais Monica Cappa e Joara Pereira, representantes do escritório de arquitetura, ela mostrou o grande salão para onde se transferirá o Arturito. Sim, o restaurante quatro-estrelas por VEJA SÃO PAULO COMER & BEBER, aberto em 2008 em Pinheiros, terá outro CEP.

Imagem mostra prédio espelhado com céu azul ao fundo e árvores no térreo.
O Edifício Lacerda, com entrada pela pelas ruas Senador César Lacerda Vergueiro e Paulistânia, abrigará o Arturito no térreo. Leonardo Finotti/Divulgação

É importante dizer que ainda demora. Até lá, o atual endereço segue funcionando no imóvel original até o momento da inauguração da nova casa. O projeto de levar o Arturito para outro lugar era antigo, mas Paola e Goldenberg só bateram o martelo na primeira reabertura ocorrida no segundo semestre de 2020 por causa da pandemia.

“Tínhamos duas opções, ou shopping, logo descartado por definitivamente não ser nosso estilo, ou fachada ativa”, detalha o empresário. Com a Idea!Zarvos, com quem já tinham conversas, a proposta se concretizou. A obra para ocupar esse espaço zerado e que nunca teve um inquilino deve estar pronta até novembro deste ano. Caso atrase, o que é bem provável, Paola garante que não vai abrir as portas antes de fevereiro. “Não vale a pena”, acredita.

Imagem mostra corredor entre prédio e muro com bancos de pedra e um jardim
O térreo do edifício. Leonardo Finotti/Divulgação

Dos 200 metros quadrados que o Arturito tem hoje na Rua Artur de Azevedo, em Pinheiros, o restaurante saltará para 754 metros quadrados. Esse amplo espaço inclui o térreo cercado por um jardim com 92 lugares e direito a uma área ao ar livre com mais 22 assentos.

+ Reduto de baladeiros maduros, Limelight volta a funcionar

Tem ainda o primeiro pavimento, onde ficará a cozinha, vestiários escritórios. Essa área será ocupada também por uma sala privativa com capacidade para até doze pessoas. Ou seja, com o total dos dois pisos o número de assentos será triplicado — hoje é de 42 lugares.

Para atender à demanda que prevê se formar, o restaurante deve empregar oitenta funcionários. “É mais que o dobro do nosso quadro de hoje”, diz Goldenberg, que, perguntado sobre a quantia que será necessária para concluir o projeto, desconversa. “Sabe que nunca falo de investimentos” é a resposta.

Continua após a publicidade

Imagem mostra representação em desenho de bar com pessoas ao redor. Os bancos e a fachada do bar são amarelos
Na perspectiva acima, o bar com balcão sinuoso com desenho assinado por Isay Weinfeld. Isay Weinfeld Arquitetura/Divulgação

Embora Paola e Goldenberg tenham como parceira na rede La Guapa a empresa de private equity Concept Investimentos, o Arturito pertence apenas à dupla. “Estamos em conversa com alguns outros investidores, mas, até pela experiência superpositiva que tivemos com a La Guapa, estamos estudando ainda a entrada ou não de investidores no projeto de maneira bem criteriosa, mas sempre abertos a possibilidades”, explica o sócio.

Paola está tão exultante com o novo Arturito, que também terá arquitetura assinada por Isay Weinfeld como o Edifício Lacerda, talvez porque ela não tenha participado do projeto da primeira casa. “Olha, é difícil falar isso porque sempre é muito amplo. Eu comecei o Arturito em 2007 (ano anterior à inauguração) e estamos em 2022. Esse vai ser um restaurante mais maduro. Com certeza vai ser um desafio criar um estilo de serviço que seja elegante e clássico”, diz.

Quanto ao menu, não deve haver mudanças radicais. A ideia é manter o mesmo estilo, com o acréscimo de sugestões, ainda que não tenha começado a desenhá-las no detalhe. Não faltarão massas artesanais e alguns pratos para dividir no meio da mesa. “Tenho ido para um lado mais vegetariano/vegano na minha alimentação pessoal. É muito provável que isso se reflita no cardápio do próximo Arturito. Sempre com muito respeito pelo ingrediente, uma pegada italiana-mediterrânea e muitas verduras”, adianta.

+ Burger King é notificada pelo Procon por Whopper Costela sem costela

Paola conta que parou de comer carne em fevereiro e nem sabe se algum dia voltará a incluí-la na dieta. “Cansei da carne. Tem todo o drama em volta dela, a relação com desmatamento”, lamenta. Ainda assim, vai manter um único prato com o item no cardápio.

Pergunto de onde veio a ideia de que ela é especialista em bifões grelhados. “Acho que veio do MasterChef (reality culinário da Band que a projetou nacionalmente). Uma vez eu dei uma aula de carnes e acho que o pessoal juntou argentina + aula de carne = rainha da carne”, diz ela sem esconder o horror ao título.

Mais uma novidade deve ser o horário de funcionamento estendido, que pode incluir um café da manhã continental. Quanto ao antigo sobradinho de Pinheiros, ele não vai desaparecer. Paola e Goldenberg têm planos de abrir ali outro negócio. Só garantem que não será um La Guapa. “Segredo ainda”, entoam em coro. É esperar para ver.

+Assine a Vejinha a partir de 12,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 11 de maio de 2022, edição nº 2788

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês