Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Tarcísio poderá ser candidato ao governo do estado

Questionamento do PSOL sobre transferência de domicílio eleitoral de ex-ministro foi rejeitado

Por Clayton Freitas Atualizado em 21 jun 2022, 17h43 - Publicado em 21 jun 2022, 17h42

Por ter sido apresentada fora do prazo legal, o questionamento do PSOL a respeito do domicílio eleitoral de Tarcísio Gomes de Freitas, foi rejeitado pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo).

+Eduardo Suplicy interrompe reunião do PT e aliados: “Não fui convidado”

Na prática, o ex-ministro do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), poderá concorrer ao cargo de governador pelo Republicanos, do qual já é pré-candidato.

Em julgamento realizado nesta terça-feira (21), o desembargador Silmar Fernandes, relator do caso na TRE-SP, afirmou que a impugnação da transferência de domicílio de Tarcísio foi apresentada fora do prazo legal para que pudesse ser analisada, decisão que foi apoiada pelos demais integrantes do julgamento. A legislação, segundo o desembargador, prevê que isso seja feito dentro do prazo de 10 dias após a publicação pelo cartório eleitoral onde ele fez a sua inscrição.

Para o PSOL, a decisão é equivocada e o partido vai recorrer. No entendimento da sigla, não existe prazo legal para fazer a proposta de revisão do cadastro eleitoral.

Continua após a publicidade

+ Cliente diz que localização de restaurante é “precária” e chef responde

O mérito da questão, ou seja, os documentos apresentados pelo presidente do PSOL, Juliano de Medeiros, não foram julgados.

Tarcísio integra um grupo de 315 741 eleitores de outros estados que mudaram de domicílio eleitoral e nunca votaram no estado.  A situação dele é diferente do ex-juiz da Lava-Jato Sérgio Moro, que transferiu o seu título mas não conseguiu comprovar ligação alguma com a cidade de São Paulo.

Postulante à disputa do governo estadual, aparecendo em terceiro lugar nas pesquisas, o militar da reserva Tarcísio Gomes de Freitas é carioca, e, devido ao cargo que ocupava, morou em Brasília nos últimos anos. Se a Justiça deu o aval para que ele concretize sua candidatura, sob as bênçãos de seu padrinho político Bolsonaro, ele não deverá ter vida tão fácil no que depender dos adversários, que já o bombardeiam dizendo que o ex-ministro não conhece nada do estado que quer administrar.

Em nota, a assessoria de Tarcísio afirma que a decisão do tribunal é “mais uma manifestação da legitimidade e conformidade apresentada pelo pré-candidato à justiça”.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)