Clique e assine por apenas 6,90/mês

Governo estuda prorrogar redução de jornada de trabalho e salário

Caso a medida seja confirmada, os brasileiros poderão chegar a seis meses de cortes

Por Redação VEJA São Paulo - 20 ago 2020, 10h21

O governo federal estuda ampliar por mais 60 dias o prazo de redução proporcional de jornada, salário e suspensão temporária do contrato de trabalho em meio à pandemia do coronavírus. As informações são do Estadão.

De acordo com o jornal, o presidente Jair Bolsonaro deve editar um novo decreto para permitir a prorrogação. O último foi feito em julho, quando o mandatário estendeu por um mês a possibilidade das reduções.

O Ministério da Economia diz que 9,6 milhões de trabalhadores formais já tiveram os salários reduzidos ou contratos suspensos desde abril.

Se confirmada a prorrogação, os trabalhadores brasileiros poderão chegar a seis meses de salário e jornada reduzidos ou de suspensão do contrato de trabalho.

Continua após a publicidade
Publicidade