Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Reação à vacina da febre amarela mata duas pessoas na cidade

Outros três casos são investigados

Por Ana Carolina Soares Atualizado em 19 jan 2018, 18h48 - Publicado em 19 jan 2018, 15h45

O secretário municipal de saúde Wilson Pollara confirmou duas mortes na cidade por reação à vacina da febre amarela. Outros três casos estão em investigação.

Uma das possíveis vítimas é a professora aposentada Monica Welkers, de 76 anos. Semana passada, ela recebeu a vacina em Ibiúna, onde tinha um sítio, mas passou mal no domingo (14) e foi levada ao Hospital do Servidor, em São Paulo. Morreu na terça (16).

Os dois casos que faleceram (a secretaria informa apenas que são dois homens) sofriam uma deficiência imunológica não detectada pelos agentes de saúde durante a aplicação da injeção. Segundo informações da assessoria de imprensa, seria necessário exames minuciosos, como análise de sangue, um controle impossível de ser realizado em cada pessoa, durante a aplicação.

De acordo com o secretário, a vacina pode causar algumas reações, como febre e mal estar. Mas casos que levam à óbito são raros: só uma a cada 500 pessoas.

Até o momento, foram vacinadas mais de 1,3 milhão de pessoas na capital. Ainda não há registro de febre amarela contraída na capital. Desde o ano passado, foram registrados dezoito casos em moradores da cidade. Desse número, nove morreram. Todas as vítimas foram picadas em outros locais (dez em Minas Gerais, um de Monte Alegre do Sul, cinco de Mairiporã e dois em Atibaia).

Vale a pena lembrar: a vacina da febre amarela não é recomendada para quem está com a imunidade baixa e é recomendável consultar um médico antes de ir ao posto. Pessoas que estão em tratamento de câncer ou que tomam drogas imunosupressoras (como corticóides em dosagens elevadas), além de portadores de HIV que estejam com imunosupressão, gestantes e bebês até seis meses também não devem tomar a medicação.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês