Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Manifestantes ocupam a Avenida Paulista contra Jair Bolsonaro

Milhares tomaram a via neste sábado (3) em terceiro grande ato de oposição ao presidente em meio à pandemia

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 3 jul 2021, 17h59 - Publicado em 3 jul 2021, 17h57

Na tarde deste sábado (3), manifestantes ocuparam a Avenida Paulista em ato contrário ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O evento marcado para as 16h, que estava previamente programado para 23 de julho, foi adiantado após virem à tona denúncias de corrupção pelo governo na compra da vacina contra Covid-19 na última semana.

Milhares foram as ruas com cartazes pedindo o impeachment do presidente, “comida no prato” e esclarecimentos sobre os acordos de compra das vacinas. Auxílio emergencial e mais investimento na educação também foram pautas trazidas pelos manifestantes. Nos escritos liam-se ainda homenagens e indignação pelos mais de 520 mil mortos pela Covid-19.

Manifestante segurando cartaz com foto da cantora Pitty em alusão ao impeachement do presidente Jair Bolsonaro na Avenida Paulista com pôr do sol ao fundo.
Im “Pitty” Ma: cartaz faz alusão ao impeachement do presidente e brinca com a sonoridade da palavra Guilherme Queiroz/Veja SP

O ex-candidato à presidência e ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) e o ex-candidato à prefeito Guilherme Boulos (PSOL) marcaram presença no protesto e deram breve discurso em cima de um carro de som.

Máscaras do tipo PFF2 e álcool em gel foram distribuídas por coletivos como o Bem Viver São Paulo e pela União Nacional dos Estudantes (UNE). Este é o terceiro grande ato contra Bolsonaro convocado à nível nacional.

Assine a Vejinha a partir de 8,90 mensais

Continua após a publicidade

Publicidade