Continua após publicidade

Projeto da prefeitura amplia horário de feiras livres e prevê banheiros

Proposta é a de que elas funcionem das 8h até as 14h45; atualmente horário vai das 7h30 às 13h

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 26 ago 2022, 16h50 - Publicado em 26 ago 2022, 16h15

A Prefeitura de São Paulo anunciou que o horário das feiras livres na capital vai mudar e passará a ser das 8h às 14h45. Atualmente elas operam das 7h30 às 13h. Outras novidades incluem a instalação de banheiros e ainda a destinação de mil trabalhadores da Operação Trabalho para auxiliar na coleta dos resíduos.

+Mulheres serão indenizadas por queda de avião que matou Eduardo Campos

O anúncio foi feito pelo prefeito Ricardo Nunes (MDB) nesta quinta-feira (25), data que marca os 108 anos de feiras livres na cidade de São Paulo. A alteração do  horário ainda depende de mudança non decreto que rege o funcionamento das feiras livres na cidade de São Paulo. Procurada, a prefeitura não informou em que data isso irá ocorrer.

Criadas por decreto do então prefeito Washington Luiz em 1914, a primeira delas foi montada no largo General Osório e contou com a participação de 26 feirantes. Atualmente estão espalhadas por todos os pontos da capital quase mil feiras livres, que empregam 12 mil pessoas de forma direta e geram, no total, 40 mil ocupações.

+Nova administração do Villa-Lobos, Cândido Portinari e Água Branca prepara novidades

Antiga reivindicação dos próprios feirantes, a instalação de banheiros terá início na segunda quinzena de setembro.  Inicialmente eles estarão dispostos em 108 feiras livres e cada uma terá duas cabines, sendo uma delas destinada a pessoas com deficiências.  “Será feito um teste para depois ampliar e corrigir possíveis problemas”, explica o secretário executivo de Segurança Alimentar, Nutricional e Abastecimento, Carlos Eduardo Fernandes.

Outra novidade é o emprego de mil trabalhadores em 220 feiras livres com o objetivo de auxiliar os feirantes na destinação de resíduos orgânicos, como restos de folhagens, frutas e legumes que são descartados.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.