Continua após publicidade

Primeiro caso de variante indiana em Minas Gerais passou por Guarulhos

A contaminação do homem, que chegou ao Brasil em voo vindo da Índia no dia 18 de maio, foi confirmada nesta quinta (27)

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
28 Maio 2021, 15h09

Foi confirmado pela Secretaria Municipal de Saúde de Minas Gerais, nesta quinta-feira (27), o primeiro diagnóstico positivo pela variante indiana do coronavírus no estado. O homem, morador de Juiz de Fora, chegou ao Brasil no dia 18 de maio pelo aeroporto de Guarulhos, em um voo vindo da Índia. Ele está internado e isolado no Hospital Santa Casa de Misericórdia, na cidade mineira, e estava sendo monitorado pela prefeitura da cidade desde segunda-feira (24).

Com medo da variante indiana, o prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa (PSB), o Guti, solicitou nesta sexta-feira (28) o fechamento do Aeroporto Internacional de Cumbica ao governo federal.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o paciente chegou ao Brasil por Guarulhos no final da noite do dia 18 de maio, apresentou condições regulares na barreira sanitária do aeroporto e se deslocou para o município de Juiz de Fora por meio de um veículo fretado pela empresa para a qual trabalha, que não teve o nome divulgado.

“O passageiro estava nas exceções legais previstas pela Portaria 653/2021, expedida pela Casa Civil, Ministério da Justiça e Segurança Pública e Ministério da Saúde, para ingresso no Brasil e tendo passado pelo controle sanitário da Anvisa no Aeroporto de Guarulhos, apresentou teste RT-PCR negativo realizado dentro das 72h previstas pela portaria, além de Declaração de Saúde, não tendo reportado nenhum sintoma e tendo sido orientado a permanecer em quarentena”, explicou o órgão.

Continua após a publicidade

Em nota, a secretaria de Saúde de Juiz de Fora informou que foi notificada pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Estado de Minas Gerais (CIEVS) de que o resultado do sequenciamento genético do paciente testou positivo para a variante indiana do coronavírus. O exame foi realizado pela Fundação Ezequiel Dias (Funed).

A secretaria estadual de Saúde de MG informou, em nota, que tomou todas as medidas sanitárias cabíveis a partir da notificação, como mapear toda a movimentação do homem para avisar terceiros que tiveram contato com ele.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Continua após a publicidade

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.