Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Polícia suspeita que pitbulls podem ter atacado mulher por cheiro de pizza

Marli Donega morreu no interior paulista depois de seis cachorros avançarem contra ela

Por Redação VEJA São Paulo 23 jul 2021, 20h44

Marli Donega, 53, morreu na quarta-feira (21) após seis cães da raça pitbull a atacarem em uma chácara em Birigui, interior paulista. Ela visitava o namorado, caseiro do endereço, quando foi surpreendida pelos cachorros, que estavam soltos no local, e morreu após sofrer múltiplos ferimentos.

Segundo informações do UOL, a polícia trabalha com a hipótese que os animais podem ter atacado Marli após sentirem cheiro de comida: a investigação aponta que ela carregava uma pizza. “Existe a possibilidade que a vítima estava segurando uma pizza e é possível que os cães tenham avançado pelo cheiro do alimento”, disse o delegado Milton Marinho, responsável pelo caso, para o UOL.

Ela voltava de um encontro com o namorado em uma pizzaria, quando foi atacada pelos cachorros. O namorado conseguiu fugir dos animais e pedir socorro, mas quando a ambulância chegou, Marli já estava morta. Relembre o caso aqui. 

  • Publicidade