Clique e assine por apenas 6,90/mês

Polícia faz operação contra quadrilha de estelionatários

Deic cumpre dezoito mandados de busca e apreensão e quinze de prisões na cidade e nos municípios de Nova Odessa, Piracicaba e Sumaré

Por Redação VEJA São Paulo - 7 Mar 2017, 09h15

O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) realizou na manhã desta terça-feira (7) uma operação contra um esquema de golpes contra clientes de bancos em todo o país. No momento, estão sendo cumpridos dezoito mandados de busca e apreensão e quinze de prisões em São Paulo e nos municípios de Nova Odessa, Piracicaba e Sumaré. A ação conta com a participação de setenta policiais.

Segundo o Deic, a quadrilha desconta cheques de altos valores reproduzindo a assinatura do correntista e “sequestrando” a linha telefônica da vítima. O prejuízo pode atingir 5 milhões de reais em dez meses.

Essa investigação existe há oito meses e tem sido conduzida pela 2ª Delegacia de Investigações sobre Estelionato. A polícia descobriu que os golpistas conseguiram aliciar funcionários de instituições financeiras para obter informações sobre os correntistas.

O dinheiro era transformado em bens de consumo, principalmente veículos de alto padrão. Os criminosos responderão por estelionato e associação criminosa.

Publicidade