Clique e assine com até 89% de desconto

Najila e o marido são inocentados de acusação de fraude no caso Neymar

A modelo e Estivens Alves foram absolvidos das acusações; ela denunciou o jogador por estupro em 2019

Por Redação VEJA São Paulo 20 nov 2020, 16h26

A Justiça de São Paulo declarou inocentes os modelos Najila Trindade e Estivens Alves da acusação de fraude movida pelo Ministério Público. A decisão da juíza Ana Lucia Fernandes Queiroga, da 31ª Vara Criminal do Fórum da Barra Funda, exclui as ações movidas pelo MP após Najila ter acusado o jogador Neymar de estupro e agressão durante um encontro que tiveram em Paris, em 15 de maio de 2019.

Em setembro do ano passado, a Justiça já havia absolvido Najila de acusações de denunciação caluniosa e extorsão. Estivens Alves, ex-marido da acusante, também foi declarado inocente do crime de divulgação de conteúdo erótico após ter compartilhado as imagens da ex-mulher em troca de publicações sobre ele na internet.

Najila e Estivens se tornaram réus por fraude processual após a Justiça entender que eles dificultaram investigações da Polícia Civil.

A modelo registrou um boletim de ocorrência por estupro contra Neymar em maio de 2019. O caso teve enorme repercussão, mas foi arquivado em agosto por falta de provas.

Continua após a publicidade
Publicidade