Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Mulher é condenada a pagar R$ 50 000 por furar fila da vacina contra Covid

Jussara Sonner tomou a dose única da Janssen após duas doses da CoronaVac quando ainda não havia recomendação de dose de reforço

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 18 jan 2022, 12h42 - Publicado em 18 jan 2022, 12h20

A veterinária Jussara Sonner foi condenada pela justiça de São Paulo a pagar R$ 50 000 de indenização após furar a fila da vacina contra Covid-19 e receber a dose de reforço antes do prazo. A informação foi revelada pelo portal g1,

Jussara recebeu as duas doses da CoronaVac em fevereiro e março de 2021 na UBS Vila Fátima, em Guarulhos, e após três meses decidiu tomar a dose única da Janssen na UBS Uirapuru quando ainda não havia recomendação da dose de reforço, recomendada a partir de setembro de 2021.

A própria veterinária falou sobre o ocorrido nas redes sociais. Ela conta que foi até uma UBS sem acesso à internet para que os profissionais não verificassem se o nome dela já constava no sistema de vacinação. Na postagem, Jussara também afirma que não se sentia “protegida” somente com as doses da CoronaVac.

Jussara Sonner exibe nas redes sociais cartão que comprova a terceira dose da vacina tomada por ela em Guarulhos, na Grande SP. — Foto: Reprodução

“A indenização por danos morais coletivos serve de exemplo e de fio condutor a desestimular a prática de burlar regras socialmente necessárias em momento tão delicado como da atual sindemia”, disse o juiz Rafael Tocantins Maltez, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Guarulhos, na sentença.

Continua após a publicidade

+Procon fiscaliza preços abusivos de testes de Covid-19 em SP

“A autora causou um mal coletivo, ao dar péssimo exemplo em momento tão delicado e peculiar como o da atual sindemia, que demando ações conjuntas, informações verdadeiras e condutas inspiradoras no sentido de comunhão de esforços para que houvesse o devido cumprimento do programa nacional de imunização e não atitudes desestabilizadoras que prejudiquem o bom desenrolar, cumprimento e efetividade das respectivas medidas e efetivação das políticas”, completa.

A veterinária não comentou a decisão até o momento.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês