Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

À espera de leito, mulher de 30 anos morre de Covid-19 no interior

Jeneffer Giló Pena era servidora municipal e deixa uma filha de quatro anos; cidade enfrenta colapso no sistema de saúde

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 23 fev 2021, 18h59 - Publicado em 22 fev 2021, 11h25

Uma servidora de 30 anos da prefeitura de Dracena, Jeneffer Giló Pena, morreu por Covid-19 na madrugada deste domingo (21) enquanto esperava por um leito hospitalar no CEMAC (Centro de Atendimento Municipal à Covid-19). Ela deixa uma filha de quatro anos. A Secretaria do Estado da Saúde, ao contrário da prefeitura do município, nega que a servidora tenha morrido esperando uma vaga na UTI.

“É com pesar que informamos o falecimento de Jeneffer Giló Pena, 30 anos, colaboradora da Secretaria Municipal de Educação do município. Jeneffer atuava na Emei Arco-Íris, no distrito de Jamaica e faleceu nesta madrugada no Cemac aguardando por vaga em hospital, para tratamento da Covid-19. Ela deixa uma filha de quatro anos e os pais Nilton e Dora”, diz em nota a prefeitura de Dracena. 

“Não procede a informação de que a Sra. Jeneffer faleceu aguardando vaga em leito de UTI”, diz a Secretaria de Estado da Saúde. De acordo com a pasta, uma vaga para a servidora foi disponibilizada no Hospital Regional de Presidente Prudente, mas “a paciente não apresentava condições de transferência e foi mantida internada pelo próprio serviço de origem, que registrou em sistema a informação de óbito” (veja a nota completa ao final).

A cidade do interior de São Paulo enfrenta um colapso no sistema público de saúde e está sob toque de recolher desde a última quinta-feira (18). Desde o dia 5 de fevereiro, segundo promotores do Ministério Público do estado de São Paulo, o sistema de saúde tem uma ocupação diária de 100%. Foi recomendado pelas autoridades que a região regredisse para a fase vermelha por, no mínimo, 15 dias. 

Dracena faz parte do Departamento Regional de Saúde de Presidente Prudente, que tem taxa de ocupação de 80,6% de leitos de UTI e está na fase vermelha do Plano São Paulo. 

A gestão municipal de Dracena adotou o toque de recolher e, somado a isso, lockdown durante os sábados e domingos. No entanto, não foi aderido o confinamento total por 10 dias, como aconteceu em Araraquara. 

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Confira a nota da Secretaria de Estado da Saúde sobre o caso:

Não procede a informação de que a Sra. Jeneffer Gilo Pena faleceu aguardando vaga em leito de UTI. Foi viabilizada vaga no Hospital Regional de Presidente Prudente após mediação pela Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde). No entanto, devido à gravidade e à instabilidade clínica, a paciente não apresentava condições de transferência e foi mantida internada pelo próprio serviço de origem, que registrou em sistema a informação do óbito às 2h40 do dia 21. Importante deixar claro que, mesmo com vaga disponível e com resolução do caso pela Cross, é atribuição da origem providenciar estabilização clínica da/o paciente previamente à transferência, bem como providenciar transporte adequado para deslocamento seguro da/o paciente.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade