Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Cantor morre de Covid dias depois de perder a mulher grávida de 7 meses

André Junio estava internado em estado grave e não chegou a saber da morte da esposa

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 20 fev 2021, 14h45 - Publicado em 20 fev 2021, 14h33

Vocalista da Banda Leave, contratada para fazer shows em casamentos em Goiás, o cantor André Junio, de 34 anos, o Juninho, morreu ontem (19) em decorrência da Covid-19. Sua esposa Tammy, que estava no 7º mês de gravidez e também tinha contraído coronavírus, havia falecido dois dias antes. O hospital chegou a fazer uma cesária para tentar salvar o bebê Joaquim, sem sucesso. Juninho estava internado desde o dia 8 de fevereiro e não estava consciente da perda da esposa. As informações foram divulgadas pelo portal G1.

Em nota, a banda confirmou o falecimento. “Estamos sem chão! Sua alegria, seu jeito engraçado de ser e seu alto astral contagiavam absolutamente todas as pessoas a sua volta e pode ter certeza que você deixou esse legado para nós. Em nome de todos os integrantes da Banda Leave entregamos os nossos mais profundos sentimentos. Que Deus possa receber você, sua esposa Tammy Nayara e o pequeno Joaquim na glória eterna.

Na manhã deste sábado (20), Juninho foi homenageado pelos amigos com um vídeo com momentos de suas performances no palco. A legenda foi: “O que resta para hoje é saudade”.

View this post on Instagram

A post shared by Banda para casamentos (@bandaleave)

Continua após a publicidade

Dias antes, a Banda chegou a desmentir boatos sobre o estado de saúde do cantor e afirmou que confiava na plena recuperação do artista, que infelizmente não se concretizou.

View this post on Instagram

A post shared by Banda para casamentos (@bandaleave)

Continua após a publicidade
Publicidade