Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Motorista de acidente de Pinheiros fugiu com as duas filhas

Fontes ligadas à investigação dizem que corpo carbonizado é de Maurício Fittipaldi Morade, antes apontado como culpado pela colisão ocorrida na madrugada de segunda

Por Juliana Deodoro Atualizado em 5 dez 2016, 12h51 - Publicado em 27 jan 2015, 13h18

 

A polícia procura Luiz Matheus Nunes Santos, apontado como o  motorista do carro de luxo que se chocou contra um poste na madrugada de segunda-feira (26), em Pinheiros. De acordo com fontes ligadas à investigação, ele fugiu com a mulher e as duas filhas após o acidente. 

Nunes Santos estava com o empresário Maurício Fittipaldi Morade, de 37 anos, no momento do acidente na Avenida Pedroso de Morais. Um dos passageiros do Volvo S60 morreu carbonizado. Inicialmente, a polícia informou, com base em relatos de testemunhas, que Morade era o condutor do veículo e que havia deixado o local após a colisão.

A investigação, no entanto, tomou novo rumo após a família do empresário afirmar que quem conduzia o veículo era Nunes Santos, amigo de infância de Morade. Ambos estavam juntos no domingo (25). Imagens de câmeras de segurança gravadas na noite do acidente mostram um homem com uma camisa cinza e estampa nas costas saindo do veículo e tentando socorrer a vítima. Os dois amigos se parecem fisicamente e, segundo fontes da investigação, estariam com roupas semelhantes.  

Para se pronunciar oficialmente sobre o caso, a polícia ainda aguarda um exame de DNA no corpo carbonizado, que confirmará sua identidade. O motorista deverá responder por homicídio doloso, quando há a intenção, e por ter fugido do local do acidente.

O caso

Continua após a publicidade

A batida ocorreu por volta das 2h30 da madrugada de segunda na Avenida Pedroso de Morais. De acordo com a Polícia Militar, o condutor perdeu o controle do veículo e bateu em um poste. Um transformador fixado na estrutura de concreto caiu sobre o veículo e explodiu, causando o incêndio.

+ Confira as últimas notícias

Na delegacia, o segurança Renato Lima reconheceu por foto o motorista, que supostamente estaria embriagado. “Ele saiu correndo quando os bombeiros chegaram.”

Outra testemunha, Reinaldo Vieira Pinto, declarou que o suspeito retornou para o local dez minutos após o acidente, fingindo ser apenas um curioso. Entretanto, ao ser reconhecido, deixou rapidamente o lugar.

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês