Morte de estudante de artes causa comoção nas redes sociais

Matheusa, de 21 anos, foi assassinada em favela do Rio de Janeiro

Confirmado pela Polícia Civil do Rio, o assassinato da ativista Matheus Passareli Simões da Vieira, 21, conhecida também por Matheusa,  tem repercutido no meio artístico e nas redes sociais.

A carioca, que era estudante do curso de artes visuais da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), foi executada por traficantes no Morro do 18, zona norte do capital carioca. 

Suspeita-se que a sua morte seja motivada pelo preconceitos contra a comunidade LGBT. Ela questionava os padrões de gênero e sexualidade e participou como convidada da performance Insira uma legenda…, do Brechó Replay, realizada na SP-Arte, de 11 a 15 de abril.

Eduardo Costa, um dos fundadores do Brechó, conta que a participação de Matheusa aconteceu no penúltimo dia da feira, em uma ação em que um dos temas tratados era a desconstrução estética.

“É muito complicado expressar o que estou sentindo, é a perda de uma amiga, um pedaço do nosso corpo faleceu”, lamenta Eduardo.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s