Clique e assine por apenas 6,90/mês

Advogado dá nova versão para assassinato do ator de ‘Chiquititas’

Suspeito do crime pode ter surpreendido a família de Rafael Matias na porta da casa da namorada dele

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 12 Jun 2019, 14h51 - Publicado em 11 Jun 2019, 09h37

Isabela Tibcherani, 18, prestou depoimento na noite desta segunda-feira (10) sobre o assassinato de seu namorado, o ator Rafael Miguel, 22, e seus pais, João Alcisio Miguel, 52, e Miriam Selma Miguel, 50. O pai da jovem, Paulo Cupertino Matias, 48, é o principal suspeito.

Segundo o portal G1, o advogado da jovem, que se apresentou à reportagem como Eliton Lima dos Santos, afirma que a família não foi até a casa da moça para se apresentar e mostrar boas intenções. O casal teria saído junto no início da tarde de domingo (9), e os pais de Miguel decidiram dar uma carona aos dois.

Quando estacionaram na porta da casa de Isabela, Matias esperava por eles armado. Depois de uma discussão entre sogro e genro, o homem teria realizado os disparos.

No velório nesta segunda (10), Isabela falou rapidamente com a imprensa. “Ele salvou a minha vida, os pais dele criaram um anjo, um príncipe”, disse a menina na saída do cemitério.

Continua após a publicidade

 

 

Publicidade