Continua após publicidade

Morre o jornalista Paulo Henrique Amorim

Ele sofreu um infarto fulminante durante a madrugada

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 10 jul 2019, 14h57 - Publicado em 10 jul 2019, 08h50

Morreu na manhã desta quarta (10) o jornalista Paulo Henrique Amorim, aos 76 anos. Ele sofreu um infarto fulminante em sua casa, no bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro, durante a madrugada.

O último trabalho na televisão do profissional foi à frente do programa Domingo Espetacular. Acabou afastado das funções em 25 de junho. Também comandava um site próprio chamado Conversa Afiada.

Nascido no Rio, Amorim começou sua carreira em 1961 como estagiário do jornal A Noite. Na década de 60, esteve na redação da já extinta revista Realidade e foi correspondente de VEJA em Nova York. Passou ainda pelas redações de EXAME e pelo Jornal do Brasil.

Sua entrada na televisão se deu pela Rede Manchete, em 1984, mas logo foi contratado pela Globo. A chegada na Record, onde trabalhava até os dias atuais, ocorreu em 2003.

Amorim deixa mulher, filha e duas netas.

Continua após a publicidade

 

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.