Continua após publicidade

Instituto Italiano de Cultura quer atrair mais público

A ideia é que qualquer pessoa possa aproveitar o jardim e a biblioteca do casarão

Por Barbara Öberg Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 9 mar 2018, 17h17 - Publicado em 9 mar 2018, 06h00

Desde que assumiu a diretoria do Instituto Italiano de Cultura, em janeiro, Michele Gialdroni se preocupa em agitar o casarão da Avenida Higienópolis, sede da entidade. Desde segunda (5), os portões passaram a ficar abertos durante o horário comercial. A ideia é que qualquer pessoa possa aproveitar o jardim e a biblioteca, que dispõe de 23 000 títulos, 80% deles em italiano.

“Também queremos promover sessões de cinema ao ar livre, aulas de culinária e feiras gastronômicas”, explica Michele. Por enquanto, o local vai receber dois eventos por semana, como grupos de leitura, além das visitas guiadas pela casa com o arquiteto Oscar Marzorati. Até 2005, a construção dos anos 20 abrigou o Consulado da Itália em São Paulo.

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.