Clique e assine por apenas 5,90/mês

Instituto Italiano de Cultura quer atrair mais público

A ideia é que qualquer pessoa possa aproveitar o jardim e a biblioteca do casarão

Por Barbara Öberg - Atualizado em 9 mar 2018, 17h17 - Publicado em 9 mar 2018, 06h00

Desde que assumiu a diretoria do Instituto Italiano de Cultura, em janeiro, Michele Gialdroni se preocupa em agitar o casarão da Avenida Higienópolis, sede da entidade. Desde segunda (5), os portões passaram a ficar abertos durante o horário comercial. A ideia é que qualquer pessoa possa aproveitar o jardim e a biblioteca, que dispõe de 23 000 títulos, 80% deles em italiano.

“Também queremos promover sessões de cinema ao ar livre, aulas de culinária e feiras gastronômicas”, explica Michele. Por enquanto, o local vai receber dois eventos por semana, como grupos de leitura, além das visitas guiadas pela casa com o arquiteto Oscar Marzorati. Até 2005, a construção dos anos 20 abrigou o Consulado da Itália em São Paulo.

Publicidade