Clique e assine por apenas 5,90/mês

18 lugares incríveis para ver o melhor de Pinheiros

Um dos bairros mais versáteis da cidade, Pinheiros tem atrações culturais de sobra para todos os gostos

Por Abril Branded Content - Atualizado em 7 mar 2018, 17h47 - Publicado em 7 mar 2018, 10h00

Boa parte dos pontos culturais da cidade estão concentrados em Pinheiros, um dos bairros mais diversificados de São Paulo. A localização é perfeita para aproveitar o que São Paulo tem de melhor de maneira inteligente: reúne bibliotecas, museus, galerias de arte e muitas outras atrações em espaços formais e informais, públicos e privados.

Para ajudá-lo a apreciar as melhores atividades culturais de Pinheiros, confira alguns endereços imperdíveis, que privilegiam cultura, lazer e bem-estar:

Vista singular

Amigos e vizinhos se reúnem na Praça Pôr do Sol para fazer música, piqueniques, empinar pipas e curtir uma visão única da cidade no fim da tarde.

sesc pinheiros - teatro paulo autran
Com mais de 1 000 lugares, o teatro do Sesc tem programação diversificada Teatro Paulo Autran/Divulgação

Reduto do bem-estar

A programação cultural do Sesc Pinheiros é intensa, com direito a shows, peças, espetáculos de dança e exposições. No prédio de sete andares, há um grande teatro, salas de expressão cultural e ginástica multifuncional, piscinas, dois ginásios poliesportivos cobertos, parque aquático, consultórios odontológicos e áreas de exposição.

O Museu da Casa Brasileira fica em uma mansão dos anos 1940 e abriga um jardim de 6 000 metros quadrados Marcelo Sarmento/Veja SP

Atrações culturais

O Instituto Tomie Ohtake também fica na região e promove diversas atrações culturais, como exposições e peças de teatro. Outro lugar interessante para ver mostras, cujos temas vão de design a arquitetura, é o Museu da Casa Brasileira.

Continua após a publicidade
Fundada em 2010, a Central Galeria apresenta jovens artistas experimentais Ding Musa/Veja SP

Cena artística

Em um passeio a pé pela região, é possível conhecer as galerias que se destacam no cenário de arte de São Paulo. Exemplos disso são a Fortes D’Aloia & Gabriel, a Choque Cultural e a Central Galeria.

Com o primeiro andar envidraçado, a biblioteca do bairro permite a leitura enquanto se aprecia a vista Biblioteca Alceu Amoroso Lima/Divulgação

Roda de poesia

Nem todo mundo sabe, mas a Biblioteca Alceu Amoroso Lima, em Pinheiros, é temática: a poesia é prioridade. Nas paredes, encontram-se versos de Olavo Bilac, Gregório de Matos e Castro Alves. A cada 15 dias, a biblioteca tem uma roda de leitura, além de contar com shows, cursos e oficinas em sua programação.

Feirinha de antiguidades da Praça Benedito Calixto é mistura de antiquário e brechó Ana Paula Sampaio da Silva/Veja SP

Praça Benedito Calixto

Já um tradicional ponto de encontro de amigos e vizinhos, a feira de antiguidades da Praça Benedito Calixto acontece aos sábados. No entorno, há várias lojas de design, artigos de decoração, móveis, utilidades domésticas e de roupas. Aos domingos, a praça dá lugar a uma feirinha gastronômica. Outros passeios para fazer ali são uma visita à Igreja do Calvário e ao Museu da Voz, que conta com mais de 3 550 itens, entre fitas cassetes e DVDs.

O grafiteiro Eduardo Cobra é autor de obras em frente à Igreja do Calvário Divulgação/Divulgação

Arte de rua

Quem gosta de arte urbana não pode deixar de conferir os muros da Rua Cardeal Arcoverde, que servem de tela para os grafiteiros da cidade. As paredes externas do Sesc Pinheiros também privilegiam artistas urbanos.

esporte-clube-pinheiros-fernando-moraes.jpeg
O Esporte Clube Pinheiros é um dos mais tradicionais de São Paulo Fernando Moraes/Veja SP

Lazer completo

Atletas de toda a cidade frequentam o Esporte Clube Pinheiros, que tem mais de 100 anos de história e quase 40 000 associados, e o clube A Hebraica, voltado às famílias judaicas.

dsc_8385.jpeg
A boate GLS Bubu Lounge Disco investe em flashbacks e eletrônico Barreto Rodrigo/Veja SP

Vida noturna

À noite, as ruas de Pinheiros se agitam com casas noturnas para todos os gostos. Tem forró no Canto da Ema, nostalgia no 80’s, soul e música brasileira no Espaço Urucum e eletrônico e flashback no Bubu Lounge Disco.

Continua após a publicidade
Publicidade