Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Home office: aprenda a organizar a rotina de trabalho em casa

Com surto de pandemia da Covid-19, profissionais dão dicas para administrar tarefas e manter a produtividade

Por Humberto Abdo Atualizado em 25 mar 2020, 12h55 - Publicado em 25 mar 2020, 09h47

Em tempos de isolamento social, profissionais passaram a adaptar suas rotinas de trabalho dentro de casa. Com o aumento de casos do novo coronavírus em São Paulo, o governo decretou a instalação de uma quarentena obrigatória de 15 dias desde desta terça-feira (24) para todos os 645 municípios do Estado.

Para muitos, agora, o escritório é na mesa da sala.

“Descobri que já vivia em quarentena”, brinca Mariana Thomaz, que trabalha na área de marketing com a SenseData. Hoje, Mariana vive em Ribeirão Preto, mas se comunica com uma equipe localizada em São Paulo. “Sinto que perco muita piada interna por não estar no escritório, mas tudo é gerenciável e as vantagens são maiores que as desvantagens.”

“É uma rotina metódica de muita disciplina”, define Felipe Samy, COO da plataforma Gofind. Para listar as tarefas e não perder o foco, ele conta com a ajuda de ferramentas virtuais. “Tenho hora para entrar e sair do trabalho e na agenda também incluo atividades pessoais, como academia e natação”, resume.

Fernanda Pollo Leite, que trabalha em uma multinacional especializada em bens e consumos, mantinha dois dias por semana em home office antes da pandemia. Desde 2018, essa foi a alternativa da empresa para diminuir o tamanho da sede e revezar os funcionários em trabalho presencial.

“Não tive dificuldade para me adaptar e gostei bastante porque diminuía meu tempo no trânsito, um tempo que consigo usar para tarefas em casa”, relembra. “Agora que estou só em casa, sinto falta do contato direto com o chefe e os parceiros, algo importante para trocar ideias porque a informação flui mais rápido.”

Marcio Eduardo, da empresa de design e inovação ilegra, trabalha em home office há mais de 20 anos. “Desde a época em que não tinha internet”, pontua. Pela sua experiência, as interações presenciais ainda são fundamentais. “Em conversas operacionais e rotineiras, o próprio cliente gosta de trabalhar remotamente”, exemplifica. “Mas para discutir problemas e contratos, olhar no olho ainda faz toda a diferença… Tem que ter esse equilíbrio.”

Abaixo, listamos sete dicas para coordenar seus dias de trabalho dentro de casa:

Vista-se para o trabalho

Em dias quentes, shorts e pés descalços até estão liberados – e são, afinal de contas, um dos prazeres de quem trabalha em casa –, mas é essencial trocar de roupa após acordar, mantendo o mesmo processo de quem se arruma para ir ao escritório. Além disso, respeitar o ritual de “chegar” ao trabalho ajuda a alertar a mente sobre o início do expediente.

Vestir algo adequado também é importante para a possibilidade de participar de videoconferências, recurso comum entre muitas empresas durante o isolamento. “Tem que ser uma roupa profissional sim, para mostrar ao cérebro quando é hora de trabalhar e quando é hora do lazer”, defende Felipe Samy. “Trabalhar de pijama sentado na cama não existe.”

Continua após a publicidade

Organize sua mesa antes de começar

Embora algumas pausas sejam necessárias, evite levantar com frequência para não se distrair tanto e interromper o fluxo de trabalho. Nessas horas, deixar tudo pronto antes de iniciar o expediente é ideal. Encha a garrafa d’água, deixe o álcool gel em cima da mesa e mantenha canetas, papéis e outros materiais sempre próximos ao local de trabalho. “Deixar tudo na mão e o espaço de trabalho organizado ajuda a não desviar a atenção”, opina Fernanda. “Então deixo tudo pronto, com água e lanches preparados, e sento para trabalhar.”

Tenha uma cadeira confortável

Assim como trocar de roupa ajuda a “avisar” o corpo e a mente que a hora de trabalhar está próxima, ter um ambiente confortável também é recomendável. Após definir um espaço fixo para os dias de trabalho e deixar a mesa arrumada, escolha uma cadeira acolchoada e ergonômica, pois é nela que você vai ficar por pelo menos oito horas diárias. Felipe Samy usa um modelo popular entre os gamers, revestido em couro, com rodinhas, almofada na região da nuca e regulagem de altura no encosto e braços.

ao trabalho 4
Em casa: organize a mesa antes de iniciar o expediente Fernanda Tricoli/Divulgação

Monte um cronograma e preste atenção aos horários

Os horários em que cada pessoa se sente mais disposta e produtiva podem variar. Se tiver essa liberdade, separe as tarefas mais complexas para o período em que estiver mais concentrado e descansado. A estratégia é uma maneira de aproveitar o tempo e energia que seriam gastos no trânsito e na agitação do transporte público. “Quando vou ao escritório, tenho uma hora de deslocamento e chego às 9h, então costumo começar o home office um pouco antes disso”, sugere Fernanda.

Mariana Thomaz observa que o tempo de expediente pode se estender pela comodidade de estar em casa. “Eu tento trabalhar certinho das 9h às 18h, mas o pessoal que está fazendo home office pela primeira vez já deve estar percebendo que você acaba começando antes e terminando depois”, alerta. “O principal é criar uma agenda, definir o que você vai fazer naquele dia, quais atividades são mais importantes e conhecer seu horário mais produtivo, de manhã ou à tarde.”

Controle as refeições

Cumprir o horário em que normalmente sairia para almoçar ajuda a preservar a sensação de rotina. Além do almoço, planeje com antecedência o que irá comer no dia, do café da manhã aos lanchinhos, para resistir à tentação de abrir a geladeira toda vez que for levantar para uma pausa ou para ir ao banheiro – a facilidade de ir à cozinha para pegar um doce, acredite, nunca vai passar despercebida na vida de quem trabalha em casa. Outra dica: confira aplicativos que ajudam a monitorar a alimentação e dão dicas para cuidar da saúde física e mental.

Dedique tempo para descansos e lazer

Ao terminar uma tarefa, presenteie-se com algum descanso ou distração. “Qualquer coisa que recompense aquele término da atividade”, explica Marcio Eduardo. “Eu tomo um cafezinho, brinco com o cachorro e cinco minutos depois retomo o trabalho.” Fora do expediente, tente fazer exercícios físicos e se distrair com lazeres pessoais. “É preciso manter o corpo em atividade também”, observa Samy.

Fique conectado

Manter contato com os colegas de trabalho, ainda mais durante uma pandemia mundial, diminui a sensação de isolamento. Na falta de uma pausa para conversar no café da firma, mande mensagem para trocar ideias ou simplesmente perguntar como foi o almoço e que horas pretendem encerrar o expediente.

+ OUÇA O PODCAST #SPsonha

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês