Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Família Abravanel, sem Silvio Santos, na festa de “Amor e Revolução”

Segundo Daniela, filha do apresentador, pai é uma pessoa difícil e só faz o que quer

Por João Batista Jr. Atualizado em 5 dez 2016, 18h11 - Publicado em 9 abr 2011, 00h50

Boa parte da família Abravanel compareceu à festa de estreia da nova novela do SBT, “Amor e Revolução”, ambientada nos tempos da ditadura. Um dos cinco netos do dono do baú, o ator Tiago Abravanel garantia que não houve nenhum empurrãozinho para que ganhasse o papel de um guerrilheiro na trama. “Meu avô só soube da história depois que eu já tinha sido convidado”, disse. Todas as seis filhas de Silvio Santos — entre elas Patrícia, Daniela, Cintia e Silvia — também estavam no evento promovido pela emissora no Nacional Club, no Pacaembu.

O apresentador, como já era esperado, não deu as caras. “Ele vai dormir às 10 e meia da noite”, justificou Daniela, diretora de programação do canal. Silvia, que o dirige no programa “Roda a Roda”, afirmou que o pai é uma pessoa difícil e só faz mesmo o que quer. “Durante as gravações, eu o chamo de ‘senhor Silvio’, já que sou funcionária como os outros.” Alguns laços de família ainda estão por atar. O folhetim “Corações Feridos” (já todo gravado), de autoria da mulher dele, Iris, segue na geladeira, sem previsão de ir ao ar.

Publicidade