Clique e assine por apenas 6,90/mês

O que se sabe até agora sobre a explosão em Beirute, no Líbano

A tragédia deixou mais de 100 mortos, 4 000 feridos e 100 desaparecidos, segundo estimativa da Cruz Vermelha libanesa até agora

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 5 ago 2020, 09h56 - Publicado em 4 ago 2020, 15h01

Uma grande explosão aconteceu em Beirute, no Líbano, em uma zona portuária nesta terça-feira (4). Imagens publicadas na internet mostram o momento exato em que uma nuvem de fumaça encobre a cidade. Ainda não se sabe o que motivou a explosão.

A tragédia deixou mais de 100 mortos, 4 000 feridos e 100 desaparecidos, segundo estimativa da Cruz Vermelha libanesa até agora. A Cruz Vermelha disse que ainda há bastante gente presa nos escombros. Outras pessoas chegaram a ser lançadas no mar e barcos fazem buscas.

 

Os hospitais estão sobrecarregados. Faltam leitos e material para tratar casos graves. Países da União Europeia têm prestado ajuda.

A suspeita é que a explosão tenha partido de um armazém que guardava nitrato de amônio, um tipo de fertilizante que tem grande potencial explosivo.

Apesar de o país já ter sido alvo de terroristas e viver período de instabilidade política, não há evidência de que se trate de um atentado terrorista.

Continua após a publicidade
Publicidade