Clique e assine por apenas 6,90/mês

Embraer vai demitir 2 500 trabalhadores de fábricas no Brasil

A companhia diz que o "objetivo é assegurar a sustentabilidade da empresa e sua capacidade de engenharia"

Por Redação VEJA São Paulo - 3 set 2020, 10h08

A Embraer anunciou que vai demitir 2 500 funcionários de suas fábricas no Brasil. A empresa diz que cerca de 1 600 desligamentos serão feitos em adesões ao Plano de Demissões Voluntárias e outros 900 cortes serão feitos para ajuste do quadro de funcionários.

A medida é reflexo da crise econômica causada pela pandemia do coronavírus. O cancelamento da parceria com a Boeing também seria um dos motivos, alega a empresa.

A Embraer mantinha cerca de 16 000 funcionários no Brasil. Cerca de 10 000 deles estavam na sede da empresa, que fica em São José dos Campos, no interior de São Paulo. A empresa diz que as demissões foram feitas com o “objetivo de assegurar a sustentabilidade da empresa e sua capacidade de engenharia”.

Publicidade