Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Doria anuncia compra de 4 milhões de vacinas e calendário será antecipado

O governador também diz que o Instituto Butantan vai adiantar em 30 dias a conclusão de entrega de doses da CoronaVac à Saúde

Por César Costa Atualizado em 7 jul 2021, 14h32 - Publicado em 7 jul 2021, 13h40

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que o estado receberá 4 milhões de doses da CoronaVac extras para imunizar a população. Disse ainda que o Instituto Butantan adiantará em 30 dias as entregas da CoronaVac ao Plano Nacional de Imunização, o PNI, do Ministério da Saúde, e que o calendário de vacinação no estado será antecipado. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (7), em coletiva de imprensa no Palácio de Bandeirantes.

“O governo de São Paulo adquiriu diretamente do laboratório Sinovac 4 milhões de doses da vacina CoronaVac. Desse total, 2 milhões e 700 mil doses chegam hoje (7) a São Paulo. Até o dia 26 de julho, chegarão mais 1,3 milhão doses”, disse o governador.

LEIA TAMBÉM: SP flexibiliza restrições e amplia horário de funcionamento do comércio

“O Instituto Butantan antecipa em 30 dias a entrega de 100 milhões de doses da vacina do Butantan para o Ministério de Saúde. Ele vai entregar as 47 milhões de doses complementares do Ministério da Saúde até 31 de agosto. Lembrando que o contrato estabelecia até 30 de setembro. (…) Na semana que vem, serão entregues mais 10 milhões de doses, e no dia 14 de julho, o Butantan recebe 12 mil litros de insumo, IFA, o suficiente para produzir mais 20 milhões”, diz Doria.

Doria afirmou também que o calendário de imunização será antecipado, sem interferir em contratos do Instituto Butantan com o PNI. Ele não detalhou as novas datas, que ainda estão sendo estudadas. Atualmente, a vacinação com a primeira dose em São Paulo está programada para ser finalizada em 15 de setembro.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade