Continua após publicidade

Procon informa que estabelecimento pode proibir uso de notebook

Órgão se manifestou sobre caso de cliente ameaçado por proprietário de padaria em Barueri por usar aparelho eletrônico no local

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 5 fev 2024, 18h41 - Publicado em 5 fev 2024, 17h18

O Procon de São Paulo se manifestou sobre o caso do proprietário de uma padaria em Barueri, no interior paulista, que tentou agredir um cliente por utilizar um notebook no estabelecimento

O caso aconteceu na semana passada, na padaria Empório Bethaville. O empresário Allan Barros afirmou que foi abordado por um funcionário do estabelecimento que informou a proibição do uso de aparelhos eletrônicos no ambiente. 

O cliente gravou a situação quando foi abordado pelo proprietário da padaria, Silvio Mazzafiori, que mostrou um papel na mesa com o comunicado: “É proibida a permanência e utilização de notebooks, tablets e demais aparelhos eletrônicos para trabalho remoto ou reuniões, sejam elas online ou presenciais”. Em outras imagens, Allan Barros é ameaçado com um pedaço de madeira pelo dono do local.

Continua após a publicidade

Em nota, o Procon-SP informou que nesses casos o consumidor deve ser previamente comunicado, de maneira clara, precisa e ostensiva sobre as regras de funcionamento do estabelecimento: “O fornecedor pode estabelecer regras permitindo ou não que clientes usem equipamentos como notebooks e tablets durante sua permanência no local. Desde que informe as possibilidades e restrições antes que o consumidor ocupe lugares ou faça seus pedidos”. 

O órgão também afirmou que as atitudes do fornecedor e dos consumidores envolvidos no episódio devem considerar o bom senso e a boa educação. 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), o caso foi registrado na Delegacia do município como ameaça.

Continua após a publicidade

Confira a nota da Secretaria de Segurança Pública (SSP) sobre o caso

Um homem, de 32 anos, foi ameaçado após um desentendimento numa padaria na Rua Caldas Novas em Barueri. O fato ocorreu na última quarta-feira (31) por volta das 12h30. Segundo a vítima ele estava no local com alguns amigos e foi advertido que não poderia usar seu notebook no lugar. Após saírem teriam sido seguidos pelo proprietário com um pedaço de pau de madeira. O caso foi registrado como ameaça na Delegacia do município.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.