Clique e assine por apenas 6,90/mês

São Paulo decide unificar postos do Detran e Poupatempo

Retomada dos atendimentos presenciais está marcada para 19 de agosto, mas impressão de CNH segue suspensa

Por Redação VEJA São Paulo - 12 ago 2020, 16h26

O vice-governador do estado, Rodrigo Garcia (DEM), anunciou nesta quarta-feira (6) a união dos postos do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) com os do Poupatempo a partir da próxima semana.

De acordo com o vice-governador, o Poupatempo passará a ter 340 unidades nos próximos dois anos com a união dos serviços. Atualmente, são 75 unidades. “É a maior expansão do Poupatempo em seus 23 anos de história”, afirmou Garcia.

Suspensos desde março, os atendimentos presenciais dos postos do Poupatempo serão retomados a partir de 19 de agosto nas cidades de fases laranja e amarela do Plano São Paulo (o plano de retomada social e econômica do estado), seguindo protocolos sanitários e de proteção.

Entretanto, a impressão de novas carteiras de habilitação seguem suspensas porque o trabalho é feito por uma empresa terceirizada que ainda não voltou a atuar por conta da pandemia do novo coronavírus.

“Nós tínhamos um estoque de 65 000 CNHs que estavam em poder do Detran e dos postos Poupatempo que já foram postadas pelo correio. Temos também a versão digital da CNH que, quando o cidadão solicita, recebe em poucas horas. Portanto, buscamos alternativas para que o cidadão não ficasse desassistido”, disse Ernesto Mascellani Neto, diretor-presidente do Detran-SP.

Continua após a publicidade
Publicidade