Conselho Regional de Nutrição critica alimento granulado de Doria

Batizado de 'Allimento', o composto é feito com tipos variados de comida que estejam fora do padrão de venda em supermercados

O Conselho Regional de Nutricionistas da 3.ª Região se manifestou contra uma proposta da gestão Doria (PSDB) que distribuirá um composto a pessoas em situação de desnutrição que procurem a prefeitura. Alvo de críticas, a mistura é chamada de ‘ração’ nas redes sociais.

Batizado de ‘Allimento’, o granulado será feito com tipos variados de comida que estejam fora do padrão de venda em supermercados e será doada à prefeitura pela Plataforma Sinergia. “São liofilizados [desidratados] e transformados em um alimento completo: em proteínas, vitaminas e sais minerais”, explicou o prefeito em vídeo. A mistura é oferecida em forma de biscoitos e também pode ser usada em pães, bolos e massas.

Em nota divulgada nesta sexta (13), o órgão afirma que a proposta “contraria os princípios do Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA), bem como do Guia alimentar para a população brasileira em total desrespeito aos avanços obtidos nas últimas décadas no campo da segurança alimentar e no que tange as políticas públicas sobre as ações de combate à fome e desnutrição.”

A iniciativa faz parte do Programa Alimento para Todos, resultado de um projeto do vereador Gilberto Natalini (PV), ex-secretário do Verde e do Meio Ambiente exonerado após desentendimentos.

Em Milão, o prefeito atribuiu as críticas a “total falta de conhecimento” e afirmou que o preparado é equivalente aos alimentos dados aos astronautas. “Aquilo foi desenvolvido por cientistas. É um trabalho de anos. Foi submetido à Prefeitura com todo o respaldo de cientistas. O alimento liofilizado dura anos. É o mesmo que os astronautas consomem em missões espaciais. É bom. Eu experimentei. Tem vários sabores”, afirmou. 

O site da Nasa, no entanto, afirma que os astronautas tem uma grade variedade de comida à disposição, incluindo doces, carne, frutos do mar e bebidas. Como a gravidade faz a comida flutuar, temperos tem que estar em estado líquido. Mas alguns alimentos são transportados in natura durante as missões. Frutas, carne e vegetais, por exemplo.

(com informações de Estadão Conteúdo)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Ederson Melo Júnior

    A cada duas vezes por ano, vou ao nutricionista (SUS) e será que esses nutricionistas sabem realmente de minhas “necessidades nutricionais”? Pois é para quem está em extrema necessidade de comida, como eu. E tem dias que se tivesse uma comidinha dessa na minha casa, eu dormiria melhor. Por favor, não envolvam posições políticas com minha fome, pois foi só isso que a esquerda fez até hoje comigo.