As curiosidades do Stankowich, o circo mais antigo do Brasil

O picadeiro resistiu a desafios como a proibição de animais nos espetáculos

Era 1856. Pedro Stankowich desembarcou no Brasil com um bando de animais amestrados, depois de perder seu circo na Romênia. À medida que sua família cresceu, os membros se espalharam pelo país. Hoje, após 161 anos, a sexta geração do clã orgulha-se em manter a tradição: o Stankowich é o circo mais antigo em atividade no Brasil. Desde 2015 a trupe está com uma lona erguida em um terreno no Tatuapé. Confira abaixo algumas curiosidades.

Estrutura: são necessários dez caminhões, vinte trailers e 25 carretas para o deslocamento das 800 toneladas de equipamentos

Espetáculo: após a proibição de animais nos circos, a companhia investiu na modernização do show, com luzes e números como o das “águas dançantes”

Legado: integrante da quarta geração da família proprietária, o artista Antonio Stankowich morreu em junho deste ano, aos 82 anos

Susto: em 1997, um apagão assustou os leões durante a apresentação no picadeiro, mas o adestrador Marlon Stankowich conseguiu acalmá-los

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s