Clique e assine por apenas 6,90/mês

Cartas da edição 2566

A opinião do leitor

Por Redação VEJA São Paulo - 25 Jan 2018, 06h00

Edifício Altino Arantes 

É um orgulho ter participado de uma pequena parte da história do antigo Banespa (“Ícone de cara nova”, 24 de janeiro). Em agosto de 1980, eu trabalhava no 6º andar do BCN, na rua Boa Vista, quando vi, pela janela, o início de um incêndio no 5º andar do prédio vizinho, o Altino Arantes. Peguei uma mangueira e a direcionei para lá, a fim de apagar as chamas, até a chegada do Corpo de Bombeiros. Na época, saí na imprensa, e o então presidente do Banespa, Joaquim Peixoto Rocha, encaminhou uma carta de agradecimento ao BCN. Lívio Aruta Neto

Gilberto Gil

Sou prova viva do início da carreira dele, pois também fui colaboradora da Gessy Lever no mesmo período (“Gil toma conta da cidade”, 24 de janeiro). Nos corredores, ele era sempre “o” assunto pelas apresentações no programa de Elis Regina. Maria de Lourdes Lopes

Continua após a publicidade

Campeões dos paulistanos 

Gostei muito da reportagem com os melhores de São Paulo (“Os mais amados da capital”, 24 de janeiro). Concordo com a escolha do sorvete mais amado, Bacio di Latte, e das atrizes Paolla Oliveira, em primeiro, e Claudia Raia, em segundo lugar. André Amaral Floriano

Aumento dos guinchamentos 

Alguns cavaletes são furtados antes da chegada da Cet por flanelinhas que querem demarcar vaga na rua (“Nem por um minutinho”, 17 de janeiro). Isso causa um problema para o motorista, pois ele acaba achando que seu veículo foi roubado. Sempre que vejo alguém cometendo esse ato, ligo para o serviço 1188 da Cet para informá-la do ocorrido. Gerson Marques Groger

Publicidade