Clique e assine por apenas 5,90/mês

Esposa de Carlos Alberto Sardenberg morre em São Paulo

A psicanalista Cybelle Weinberg Sardenberg, de 69 anos, era especializada em transtornos alimentares

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 14 fev 2020, 15h54 - Publicado em 14 out 2019, 14h35

Cybelle Weinberg Sardenberg morreu na manhã desta segunda-feira (14), aos 69 anos. A psicanalista lutava contra um câncer de mama há dois anos e estava internada no Hospital Albert Einstein. No dia 8 de outubro, seu marido, o jornalista Carlos Sardenberg, havia divulgado que ficaria afastado de suas atividades profissionais na rádio CBN e em telejornais do grupo Globo para acompanhar o tratamento de um familiar.

Formada em filosofia pela PUC-SP, era mestre em ciências pela faculdade de medicina da USP. Atuava como psicanalista e coordenadora da clínica de estudos e pesquisas em psicanálise da anorexia e bulimia e também como coordenadora-geral da Casa Viva, clínica de tratamento de transtornos alimentares. Ela deixa um filho.

O corpo de Cybelle será velado na tarde desta segunda na Funeral Home, nos Jardins.

+ PODCAST Jornada da Calma, de Helena Galante: Mariana Ferrão fala sobre sua depressão e mudança de carreira

Continua após a publicidade
Publicidade