Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Artigo do ‘Washington Post’ traça paralelos entre Trump e Bolsonaro

Para jornal americano, candidato brasileiro e presidente americano têm perfil semelhante

Por Camila Pusiol 18 set 2018, 19h37

Um artigo publicado neste terça (18) pelo jornal americano Washington Post traça uma série de características que seriam semelhantes entre Jair Bolsonaro, candidato à presidência brasileira, e Donald Trump, o presidente americano. Escrito pelo historiador Federico Finchelstein, o texto menciona um “populismo pós-moderno” com bases fascistas para comparar os dois políticos.

Ao estabelecer um paralelo com o populismo de esquerda, que teria deixado a violência no passado, o artigo afirma que o populismo pós-fascista se aproveita de momentos de instabilidade política e sociais para pregar o ódio e a intolerância. Bolsonaro e Trump são descritos como homofóbicos, racistas e sexistas. E lembra que, tal como ocorre com presidente americano, o deputado federal brasileiro também teria o apoio de muitos eleitores evangélicos.

Ao mencionar o ataque sofrido pelo candidato do PSL em Juiz de Fora (MG) no último dia 6, a análise destaca que o brasileiro foi vítima das próprias ideias. A publicação relembra declarações controversas e a constante defesa do regime militar.

O artigo também pontua que a atual crise democrática no mundo não se restringe ao “trumpismo” nos Estados Unidos ou à ascensão da extrema direita na Europa, mas também a um extremismo crescente na América Latina, que teria o brasileiro como seu maior expositor. Nesse sentido, conclui, o discurso do político do PSL constituiria um perigo real para democracia no continente.

Continua após a publicidade
Publicidade