Clique e assine com até 89% de desconto

Odiléa Setti Toscano é a artista com mais obras no Metrô

Ela foi professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP

Por Tatiane de Assis Atualizado em 14 fev 2020, 16h03 - Publicado em 11 Maio 2018, 06h00

Ex-professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, Odiléa Setti Toscano (1934-2015) é a artista com mais obras em estações do metrô paulistanas. Ao todo, são onze trabalhos em quatro terminais: Paraíso, Jabaquara, Santana e São Bento.

Em nove criações, ela pinta sobre a parede. Nas outras duas, prefere materiais como chapas de metal. Em vida, Odiléa não teve sua produção repercutida a contento. “As novas gerações não têm ideia de quem ela foi. Esses painéis são um meio de descobri-la”, afirma a professora Sara Miriam Goldchimit, também da FAU.

Paraíso. Tinta acrílica sobre concreto produz uma série de imagens figurativas, entre elas um pássaro, no teto do terminal

Obra na estação Paraíso Divulgação/Metrô de São Paulo/Veja SP

Santana. Criada em 1991, a pintura de cores vibrantes com tinta acrílica marca uma das paredes da estação

Estação Santana, que também expõe obra da artista Divulgação/Metrô de São Paulo
  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade