Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Antecipação do 13º de aposentados e pensionistas do INSS deve atrasar

O motivo é a demora na aprovação do Orçamento; veja previsões

Por Redação VEJA São Paulo 12 fev 2021, 10h39

A antecipação da primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas do INSS deve atrasar. O motivo é a demora na aprovação do Orçamento. A previsão inicial era de que o dinheiro fosse liberado neste mês, mas a expectativa é de que valores sejam pagos em abril.

Segundo técnicos, o sinal de que o benefício não será antecipado é que a folha de fevereiro já começou a ser processada sem o adiantamento natalino. São R$ 704,4 bilhões separados pelo governo para pagar benefícios previdenciários, porém a aprovação da proposta orçamentária precisa ser aprovada. 

A expectativa é de que a proposta seja votada em março. Assim, a antecipação da primeira parcela só seria possível a partir de abril. A estimativa é de que os valores beneficiem cerca de 30 milhões de brasileiros. Até agora, houve somente a antecipação do pagamento do do abono do PIS/Pasep para alguns trabalhadores.

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade