Clique e assine por apenas 6,90/mês
Viajar e Curtir Por Blog Tudo o que é preciso saber antes de embarcar para a viagem dos sonhos

Brasileiros poderão entrar sem visto no Canadá a partir de 2017

O governo do Canadá vai simplificar a entrada de brasileiros no país a partir do dia 1° de maio do ano que vem. O anúncio foi publicado na segunda-feira (31) no site da embaixada canadense no Brasil. Em alguns casos, não será mais necessário tirar visto para visitas temporárias (a lazer ou a trabalho). Trata-se de uma excelente notícia. […]

Por Barbara Oberg - Atualizado em 25 fev 2017, 21h25 - Publicado em 2 nov 2016, 16h36
canada

A cidade de Toronto, no Canadá: no ano que vem ficará mais fácil ir para lá

O governo do Canadá vai simplificar a entrada de brasileiros no país a partir do dia 1° de maio do ano que vem. O anúncio foi publicado na segunda-feira (31) no site da embaixada canadense no Brasil. Em alguns casos, não será mais necessário tirar visto para visitas temporárias (a lazer ou a trabalho). Trata-se de uma excelente notícia. Hoje, para conseguir o documento, é preciso enfrentar um processo longo e burocrático, que pode levar meses.

Disney amplia os horários de casamento no castelo da Cinderela

A medida vale para aqueles que tenham sido titulares de um visto de residente temporário do Canadá nos últimos 10 anos – nesse caso, não precisarão renová-lo após o vencimento – ou para os Estados Unidos.

Quem se encaixa nesses casos precisará apenas pedir uma autorização de viagem, conhecida como Eletronic Travel Authorization (eTA). É possível consegui-la pela internet ao preço de 7 dólares canadenses (cerca de 22,60 reais). O eTA vale por cinco anos, ou até a data de vencimento do passaporte.

Mas se você nunca foi ao Canadá, nem tem visto americano, será preciso passar por todo o procedimento que está em vigor atualmente. Ou seja, terá de solicitar o visto que custa 100 dólares canadenses (241 reais), e arcar com mais 30 dólares canadenses (72,13 reais) de taxa, além de preencher uma série de formulários disponíveis no site da embaixada.

Continua após a publicidade
Publicidade