Instalada em casarão tombado, livraria distribui clássicos pela cidade

Os paulistanos receberão minilivros com trechos de obras brasileiras conhecidas

Em 4 de outubro, preste atenção ao encontrar um homem com roupa de época andando na Avenida Paulista ou nas estações da Linha Verde do metrô. Caracterizado como comendador, o ator Edson Vitoir vai distribuir minilivros com trechos de clássicos da literatura brasileira. Além de promover saraus na Paulista aos domingos até novembro, a ação celebrará o primeiro ano da Livraria do Comendador, empreendimento de José Lauro Megale, 63.

Conhecido no mercado de cavalos como Comendador Laurinho, o empresário alugou e reformou o casarão tombado do Instituto de Física Teórica, na Bela Vista, em um investimento de 3 milhões de reais. O negócio e o Zel Café (que fica no andar de cima do imóvel) são tocados pela filha, Carol Megale, 32, e por Talita Camargo, 34, herdeira de Ivo Camargo, livreiro renomado. “Vendi a empresa da família em 2015 e, para não ‘enferrujar’, investi em uma livraria independente, para oferecer qualidade”, diz o empresário. Em 2020, Megale pretende abrir mais uma unidade do seu “combo café com livros” nos Jardins.

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 25 de setembro de 2019, edição nº 2653.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s