Onde comemorar o Dia da Pizza

Bem que a gente gostaria que todo dia fosse dia de pizza. Mas, oficialmente, é só hoje mesmo: dia 10 de julho. Para aproveitar a data, listamos aqui algumas pizzarias campeãs das edições Comer & Beber, publicadas em treze regiões do país. Há desde as mais puristas, que seguem à risca os preceitos da tradicional […]

Bem que a gente gostaria que todo dia fosse dia de pizza. Mas, oficialmente, é só hoje mesmo: dia 10 de julho. Para aproveitar a data, listamos aqui algumas pizzarias campeãs das edições Comer & Beber, publicadas em treze regiões do país. Há desde as mais puristas, que seguem à risca os preceitos da tradicional pizza napolitana, até as que investem em criativas combinações de sabores. Seja lá qual for sua preferência, vale comemorar o dia de hoje com um pedaço!

+ 10 pizzarias que você não deve perder em São Paulo

+ 15 pizzas de sabores diferentes para provar no Rio

Grazie Napoli (ABC)

Foto: Romero Cruz

Foto: Romero Cruz

Meio moderninho, meio retrô, o salão da Grazie Napoli tem cadeiras coloridas, teto com duto de ventilação à vista e, curiosamente, uma Vespa estacionada logo na entrada. A motocicleta, tão comum nas ruas da Itália, não se encontra ali por acaso. Ela lembra a visita que os irmãos Marcos e Fábio Fernandes, também proprietários do premiado The Burguer Map, fizeram a Nápoles, onde se encantaram com a mais famosa especialidade local. Leia mais

 

Xícara da Silva (Belém)

Por mais que a restauratrice Rute Nogueira se dedique a incluir pratos de outras especialidades no menu, são suas pizzas a principal razão do sucesso da marca. Em um gracioso salão, enfeitado com delicadas peças de artesanato, ou no ambiente ao ar livre, rodeado por orquídeas, bromélias e acácias, ela recebe clientes interessados em provar os discos de massa finíssima e crocante. Leia mais

 

Domenico Pizzeria Trattoria (Belo Horizonte)

Nico Cardamuro é um típico italiano, e, embora tenha se mudado de seu país há treze anos, sua origem permanece resplandecente à frente da pizzaria. A linhagem gastronômica guarda lembranças como a da bisavó Aspasia Annunziata, proprietária do Santo Lillo, em Nápoles. Leia mais

 

Valentina (Brasília)

Sobre uma massa fina, equilibrada em textura, leveza e sabor, a equipe de pizzaiolos pode espalhar oitenta tipos de cobertura. Há fórmulas consagradas, como a margherita e a portuguesa. Leia mais

 

Armazém da Pizza (São José dos Campos)

Não é preciso um olfato aguçado para sentir o apetitoso cheiro de pizza que domina os arredores da casa pentacampeã da categoria, cuja decoração remonta aos mercados das décadas de 20 e 30. Um dos trunfos do endereço, esse clima de outrora se estende ao agradável salão com pé-direito alto, janelões, piso de ladrilhos hidráulicos e mesas de madeira escura. Leia mais

 

Bazkaria (Porto Alegre)

Quando a economista Fernanda Etchepare abriu a pizzaria, treze anos atrás, estava disposta a quebrar paradigmas. O primeiro deles, com relação aos discos. “Antes só se encontrava pizza fininha na cidade”, afirma ela, que investe em massas abertas com as mãos e de bordas mais espessas. Leia mais

 

Villa Foria (Recife)

Em uma espécie de liturgia da borda crocante, primeiro a massa pura é pré-assada por um período de três a cinco minutos. Feito o pedido, são mais três a cinco para dar o ponto, o que depende da cobertura escolhida. Leia mais

 

Vignoli (Salvador)

Foto: Ligia Skowronski

Foto: Ligia Skowronski

Além do salão, repleto de móveis de demolição, o endereço tem como atrativo um deque na área externa, ainda mais convidativo após a breve reforma que substituiu os toldos por madeira. Nos dois ambientes, o público escolhe entre as 22 pizzas relacionadas no cardápio, todas regadas a molho de tomate vindo semanalmente da capital cearense. Leia mais

 

Forneria Catarina (Florianópolis)

Nascidos em São Paulo, Marcos e Juliana Christol deixaram a “capital da pizza” na adolescência: ela, para estudar administração hoteleira na Suíça; ele, para cursar gastronomia em Floripa e, depois, na Itália. Essas referências fizeram com que a dupla de proprietários valorizasse o cuidado na seleção de cada ingrediente presente nos 42 sabores de pizza do cardápio. Leia mais

 

Bráz (Campinas)

É de impressionar o número de prêmios que esta casa, criada pela Cia. Tradicional do Comércio em 1998, conquistou nos últimos anos na série VEJA COMER & BEBER, publicada em treze regiões do país. Além da edição paulistana, na qual foi laureada nove vezes, a grife subiu ao pódio em duas ocasiões no especial do Rio de Janeiro. Em Campinas, desde o primeiro número da revista, em 2004, a Bráz segue invicta na sua especialidade. Leia mais

 

Carolla Pizza D.O.C (Curitiba)

O restaurateur Massimo Lorenzetti tem o apoio dos filhos no comando da rede de pizzarias Carolla, que após um jejum de seis edições recupera o título da categoria. Antes de serem levados ao forno a lenha, onde são submetidos ao calor de 400 graus, todos os discos de fina espessura e em formato individual recebem uma base de mussarela de búfala, azeite de oliva e tomate san marzano D.O.P. (denominação de origem protegida), trazido do sul da Itália. Leia mais

 

Fabbrica di Pizza (Goiânia)

Na ativa há mais de uma década, a tradicional pizzaria sobe ao pódio pela primeira vez, após vencer uma acirrada disputa, decidida apenas pelo voto de Minerva. O troféu coroa o bom momento da marca, que em dezembro de 2012 ganhou uma filial no Setor Bueno. Leia mais

 

Pizzaria São Paulo (Ilhabela)

Não é de hoje que o proprietário Fabio Chiappetta domina as técnicas para preparar uma boa pizza. De família italiana, ele cresceu ouvindo teorias sobre os atributos essenciais a uma redonda de respeito. Aos 15 anos, já se aventurava no manuseio de um forno a lenha no sítio do tio. Leia mais

 

Armazém Guimarães (Maceió)

Foto: Tricia Vieira

Foto: Tricia Vieira

Antes de seguir para o forno a lenha, a massa de espessura média e borda alta recebe pinceladas de molho de tomate fresco e uma das cinquenta coberturas elencadas no cardápio, como a clássica margherita. Leia mais

 

Távola Redonda (Manaus)

O cardápio elaborado pelo proprietário, o paulista Marcelo Indalecio, não abre muito espaço para invencionices. Combinações clássicas, entre elas a margherita e a portuguesa, aparecem ao lado da foguinho. Levemente picante, devido à presença de pimenta calabresa, a receita recebe ainda calabresa moída, cebola e orégano. Leia mais

 

Cipó Brasil (Natal)

Abertos com espessura fina, os discos são assados em forno a lenha e recebem mais de quarenta coberturas. Há pizzas de carne de sol com mussarela , camarão aos quatro queijos e peperone mais mussarela, cogumelo-de-paris, pimentão e azeitona. Leia mais

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s