Clique e assine por apenas 5,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Após polêmica, Thaila Ayala muda nome de marca: “Jamais quis ser insensível”

"Entendo que a escolha do nome não foi feliz e não hesitamos em mudar", explicou a atriz no Instagram

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 8 jun 2020, 17h07 - Publicado em 8 jun 2020, 17h06

Thaila Ayala rendeu polêmica nesta segunda-feira (8) ao anunciar o lançamento de uma nova marca de roupas. A etiqueta, que traz roupas confortáveis em tons pastéis e estampas tie-dye, foi lançada com o nome VIR.US.2020. As peças da coleção de estreia podem custar até 367 reais — valor dos moletons. As camisetas estão à venda por 137 reais. Em plena pandemia por Covid-19, no entanto, o lançamento rendeu muitas discussões on-line.

No Instagram, a marca fez uma publicação de apresentação que chamou atenção dos internautas: “Um vírus fez estremer o planeta, fechar fronteiras, monitorar governos, segregar pessoas, amedrontar consciências e trancar portas. Imagina quando for o vírus do amor, da empatia e da união entre os seres? A Vírus 2020 convida você para viralizar o melhor da vida e construir um novo mundo mais colorido. Vamos juntos”. A polêmica foi tanta, que o nome de Thaila Ayala foi parar entre os assuntos mais comentados do Twitter:

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Até esta segunda-feira (8), o Brasil registrava oficialmente quase 37 000 mortes pela Covid-19. No mundo, já são quase 400 000 óbitos desde o começo da pandemia, em dezembro de 2019. Vale notar que existe enorme subnotificação em diversos países.

Após a repercussão negativa, Thaila Ayala e sua equipe escolheram trocar o nome da marca. “Somos uma marca nova e atenta, comprometida a escutar, trocar experiências, ser criativa e diversa. Queremos cada vez mais ter um canal aberto com vocês, adoramos ouvir e por isso nos inspiramos a mudar nosso nome. Agora somos a AMAR.CA”, diz o comunicado.

View this post on Instagram

Somos uma marca nova e atenta, comprometida a escutar, trocar experiências, ser criativa e diversa. Queremos cada vez mais ter um canal aberto com vocês, adoramos ouvir e por isso nos inspiramos a mudar nosso nome. Agora somos a AMAR.CA.

A post shared by AMAR.CA (@amar.ca.2020) on

A atriz também se manifestou sobre o caso em seu perfil pessoal no Instagram: “Estou acompanhando toda repercussão sobre o lançamento de AMAR.CA — já mudamos o nome. E quero pedir desculpa a todos vocês que apontaram as incongruências. Nunca quis romantizar a pandemia. Esse assunto nunca deve ser romantizado. Eu entrei como sócia de duas amigas que foram atingidas pela pandemia e, por causa dela, estavam com suas produções paradas”, explica Thaila na plataforma digital.

+ Assine a Vejinha a partir de 6,90

Pensamos em criar algo que gerasse renda neste momento, que fosse uma maneira de ajudar. Entendo que a escolha do nome não foi feliz e não hesitamos em mudar. Jamais quis ser insensível a quem está de luto neste momento delicado. Estamos abertos ao diálogo. Já tinha sido pedido que os comentários não fossem apagados nem silenciados nos posts, se algo assim voltar a acontecer, nos cobrem! Vamos sempre reforçar o compromisso com vocês, ouvir e melhorar”, finalizou a atriz — internautas questionaram por que a marca fechou os comentários após a repercussão da polêmica. As mensagens no Instagram, no entanto, já foram restabelecidas.

View this post on Instagram

Estou acompanhando toda repercussão sobre o lançamento de AMAR.CA – já mudamos o nome. E quero pedir desculpa a todos vocês que apontaram as incongruências. Nunca quis romantizar a pandemia. Esse assunto nunca deve ser romantizado. Eu entrei como sócia de duas amigas que foram atingidas pela pandemia e, por causa dela, estavam com suas produções paradas. Pensamos em criar algo que gerasse renda neste momento, que fosse uma maneira de ajudar. Entendo que a escolha do nome não foi feliz e não hesitamos em mudar. Jamais quis ser insensível a quem está de luto neste momento delicado. Estamos abertos ao diálogo. Já tinha sido pedido que os comentários não fossem apagados nem silenciados nos posts, se algo assim voltar a acontecer, nos cobrem! Vamos sempre reforçar o compromisso com vocês, ouvir e melhorar.

A post shared by Thaila Ayala (@thailaayala) on

Dê sua opinião: E você, o que achou da polêmica?

Continua após a publicidade
Publicidade