Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Internautas defendem jovem após “antes e depois” da maquiagem

"Alguns comentários são tão maldosos que me fazem chorar, mas eu sempre lembro que sou mais que a minha aparência", desabafou a mulher no Instagram

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 5 dez 2017, 18h09 - Publicado em 5 dez 2017, 18h05

Victoria Katei é uma universitária de 19 anos de idade que está fazendo dupla graduação em psicologia e biologia em Dallas, nos Estados Unidos. A jovem também é uma maquiadora talentosa e tem mais de 47 000 seguidores no Instagram. Na terça (28), ela compartilhou uma mensagem importante sobre como ela se sente bem com ou sem produtos cosméticos. Para ilustrar a publicação, mostrou um “antes e depois”. Confira:

https://www.instagram.com/p/BcBRMaBhwkq/?taken-by=vicxkat

Parece que muitas pessoas têm algo a dizer sobre a minha aparência. Algumas contas estão publicando fotos minhas com e sem maquiagem dizendo que eu estou enganando internautas e que eu sou horrorosa. Nos comentários, pessoas me dizem para eu me matar porque eu estou mentindo sobre a minha aparência. Dizendo que ninguém jamais irá me amar porque eu sou tão feia que preciso usar muita maquiagem para cobrir o meu ‘rosto de verdade’. Eu aprendi que o que as pessoas têm a dizer sobre você reflete quem eles são como indivíduos“, escreveu a universitária.

Primeiramente: eu me amo com ou sem maquiagem. Eu não uso maquiagem para me esconder ou ‘enganar’ pessoas porque eu não poderia me importar menos com o que um homem ou mulher têm a dizer sobre a minha aparência. Eu não vou mentir, eu fico chateada. Alguns comentários são tão maldosos que me fazem chorar, mas eu sempre lembro que sou mais que a minha aparência. Eu sou uma mulher que vai para a faculdade e estuda constantemente. Que escuta música e sai com os amigos. Eu sou uma mulher que passará o dia na cama assistindo séries na Netflix. Eu sou uma mulher que está feliz alguns dias, brava em outros e triste no seguinte. Eu sou um ser humano normal“.

  • A jovem encerra o texto com uma mensagem importante: “Há tantas meninas que dizem que se inspiram em mim, que dizem que gostariam de ser tão bonitas quanto eu, mas não é a aparência que te faz bonita. Os seus passatempos, as suas paixões e sua mente são o que fazem de você o que você é e ser unicamente você é o que te faz bonita. Maquiagem é uma paixão minha e essa é a plataforma que eu escolhi para expressas esse amor. Se você não gosta disso, sinta-se livre para parar de me seguir porque eu não irei me desculpar por ser eu mesma“. 

    Ao BuzzFeed, Victoria revelou que recebeu muitas mensagens positivas após o desabafo. Muitas mulheres apreciaram a mensagem e alguns internautas chamaram a mulher de “inspiração”. No entanto, a jovem também recebeu comentários horríveis no Instagram. Não demorou até que internautas começassem a usar as fotos dela sob uma perspectiva negativa: “É por isso que eu tenho problemas de confiança. A partir de agora, meus primeiros encontros serão em uma piscina, assim eu posso ver o seu ‘eu verdadeiro’‘, escreveu um rapaz no Twitter ao compartilhar o “antes e depois” da mulher. 

    Continua após a publicidade

    No Twitter, uma internauta escreveu que entende por que “homens evitam mulheres com muita maquiagem”: “Eu acho que maquiagem deveria destacar, e não alterar“. Após ver o comentários, Victoria aproveitou a oportunidade para responder a mulher: “Estou ótima das duas maneiras e vou usar maquiagem como eu quiser“. Confira: 

    Eu não fiquei surpresa ao ver as fotos no Twitter, por isso eu respondi com calma. A diferença na luz é o que faz a diferença ser tão drástica. Uma das fotos foi feita no meio do dia com luz natural. A outra eu cliquei à noite com a luz amarela da lâmpada. Se eles vissem as minhas outras fotos, eles provavelmente veriam isso“, responde a jovem. No entanto, esta não é a primeira vez que as fotos de alguém são usadas sem autorização na rede social: “Recebi muitas mensagens de outras mulheres que passaram pela mesma situação. É triste ver quão odiosas e depreciativas outras mulheres podem ser. Nós deveríamos estar juntas, e não acabar umas com as outras“.

    https://www.instagram.com/p/BcOE4E9hjxt/?taken-by=vicxkat

    A resposta positiva está dando novas esperanças à jovem: “Eu sofri bullying quando criança e, agora, com o apoio de tantas pessoas, eu consigo me defender muito melhor“. Ela também manda um último recado aos críticos: “Para as pessoas que acham que eu estou tentando embranquecer a minha pele, eles não poderiam estar mais errado. Não há dúvidas que eu sou mulher negra“.

    Dê sua opinião: E você, o que achou do desabafo da universitária? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

    Continua após a publicidade
    Publicidade