Policial Militar comove internautas ao amamentar filho de desconhecida e fazer desabafo no Facebook

Ana Paula Moutinho, uma capitã da Polícia Militar de 37 anos de idade, foi chamada numa noite chuvosa em 6 de outubro para atender uma ocorrência na comunidade do Terreirão, no Recreio, Rio de Janeiro. Uma mulher ameaçava abandonar um bebê de apenas 28 dias numa igreja evangélica. Parecia mais um dia em serviço, mas uma […]

ABRE01

Ana Paula Moutinho, uma capitã da Polícia Militar de 37 anos de idade, foi chamada numa noite chuvosa em 6 de outubro para atender uma ocorrência na comunidade do Terreirão, no Recreio, Rio de Janeiro. Uma mulher ameaçava abandonar um bebê de apenas 28 dias numa igreja evangélica. Parecia mais um dia em serviço, mas uma atitude da policial acabaria chamando a atenção das redes sociais.

+ Cão de serviço conquista internautas com “truques” que ajudam o dia a dia da dona
+ Polêmica: Facebook apaga foto de mulher que amamentou bebê de desconhecida

Mãe de um menino de 11 meses de idade, Ana Paula encontrou o bebê chorando desesperadamente, com muita fome. Não pensou duas vezes e amamentou a criança. O bonito gesto foi registrado pela capitã, e publicado junto com um desabafo nas redes sociais: “Esse é o Micael, tem 28 dias. Ele é lindo? É! Fofinho? Sim. Foi descartado como um objeto inútil? Sim. O ser que o pariu largou o bichinho por que simplesmente não o quer mais e, com a cara mais deslavada do mundo, disse que, se não o acolhessem, jogaria em qualquer lugar. E saiu. Ponto. Simples assim. Deixando o moleque roxo de fome. Que atitude tomar?“, escreveu no Facebook.

Fiz o que meu coração pediu, ou melhor, exigiu no momento. Poderia fazer um textão lindo, polido, com uma distância segura e politicamente correto. Poderia falar poeticamente sobre as mazelas do mundo. Só que não, desta vez não. Um ser que faz uma atrocidade dessas merece o que? É doente? Coitada? Vítima da sociedade? Não! É uma maldita. Um monstro lazarento“, desabafou na publicação.

Ana Paula afirmou ainda que a avó da criança foi encontrada pelo conselho tutelar: “A capitã Ana Paula, firme, impassível e cumpridora da lei, entregou a avó (que foi achada por milagre) através do Conselho Tutelar e seguiu para cumprir suas obrigações profissionais. Mas a Ana Paula mãe, mulher, essa meus amigos, saiu machucada, abalada e cada vez mais descrente da humanidade. Ao ser que praticou tal ação, não desejo bem nem mal, não desejo nada. Meu objetivo é esquecer sua existência porque é o que você merece, ser esquecida pelo mundo“, concluiu. Confira: 

01

No Facebook, a Polícia Militar também publicou a foto feita por Ana Paula. “Há uma semana, a Capitão Ana Paula não hesitou em amamentar este menininho durante uma ocorrência no Recreio dos Bandeirantes“, publicaram. O registro recebeu mais de 15 000 curtidas e foi compartilhado mais de 6 000 vezes. Veja: 

02

Dê sua opinião: E você, o que achou da bonita história contada por Ana Paula Moutinho? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s