Clique e assine por apenas 5,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mãe desabafa após professora revelar que Papai Noel não existe

"Ela disse que mágica não existe. Que não há nenhum tipo de mágica no mundo", escreveu a mulher no Facebook

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 4 dez 2018, 16h25 - Publicado em 4 dez 2018, 16h22

Na quinta (29), Lisa Simek compartilhou um desabafo indignado no Facebook: na mensagem, que ainda está repercutindo on-line, a mulher revela que a professora substituta de sua filha de 6 anos de idade revelou aos alunos que Papai Noel não é real na sala de aula em Montville, na Austrália. Também disse que renas não voam e que elfos não são reais — contando a verdade até sobre a Fada do Dente e o Coelhinho da Páscoa.

“Uma professora substituta perguntou às crianças qual feriado se aproximava e quando alguém respondeu ‘Natal’, ela falou várias verdades para as crianças: ela contou que o Papai Noel não é real e que são os pais que compram os presentes e os colocam embaixo da árvore. Ela contou que renas não podem voar e que elfos não são reais — que eles são apenas uma invenção dos pais”, contou a mulher na publicação. “E ela não parou por aí: ela também disse que a Fada do Dente não é real porque os pais entram no seu quarto de madrugada para colocar dinheiro embaixo do seu travesseiro, e que o mesmo é válido para o Coelhinho da Páscoa. Ela disse que mágica não existe. Que não há nenhum tipo de mágica no mundo”.

Lisa explicou que muitos pais precisaram lidar com a situação em casa após o dia de aula: “Um mulher adulta tentou acabar com o espírito de uma criança de seis anos de idade, além de outros 22 alunos. A maioria dos pais está tentando lidar com a situação desde que as crianças chegaram em casa, mas esse é o tipo de sementes que é plantada muito profundamente em suas mentes céticas, perceptivas e inquisitivas. Estou rezando por um milagre de Natal para que essas crianças continuem acreditando“. Confira: 

Após a repercussão da publicação, uma outra professora ofereceu sua ajuda para convencer as crianças de que a magia do Natal é real: “Após o meu desabafo viralizar no Facebook, a Senhora Casey Daniel, uma professora de inglês no Colégio Toms River, e seus alunos de redação se voluntariaram para escrever cartas personalizadas e mágicas para cada uma das crianças, vindas diretas do Polo Norte. Muito obrigada a essa mulher maravilhosa e seus estudantes por dedicarem tempo e por terem um coração tão grande e cheio de bondade”, explicou Lisa em uma atualização.

Ela também pediu que os internautas não questionem ou falem mal da professora substituta — e aconselhou as pessoas a sempre serem gentis, não só com a família, mas também com estranhos: “Por favor, não façam comentários negativos sobre a professora substituta. Nós não sabemos a situação dela nem quais são suas perspectivas, e não importa o quão ruim seja a situação, nós todos devemos aprender que a magia do Natal é real, mostrando por meio de atos de bondade, amor, positividade e graça não só para entes queridos, mas também para estranhos. Moral da história: sejam gentis. Quando na dúvida, sempre escolha ser gentil, e você sempre estará certo“. 

Dê sua opinião: E você, o que achou da repercussão da publicação? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

Continua após a publicidade
Publicidade