Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Milk-shake viaja 600km para chegar até mulher com câncer terminal

"Foi uma grande surpresa. Ela ficou empolgadíssima. Compartilhou a bebida com toda a família e falou sobre o acontecido por dias e dias"

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 3 ago 2017, 19h32 - Publicado em 3 ago 2017, 18h41

Um milk-shake viajou por mais de 600 quilômetros nos Estados Unidos por um motivo muito especial: a bebida açucarada foi o último pedido de Emily Pomeranz, uma jovem com câncer pancreático em estágio terminal.

Sam Klein, amigo da mulher, revelou ao The Daily Mirror que a visitou no hospital em julho e perguntou se ela desejava algo. Ela respondeu que gostaria de beber, uma última vez, o milk-shake de seu restaurante favorito em Ohio, nos Estados Unidos.

Com a ajuda do estabelecimento, o desejo de Emily foi realizado e ela pode beber a receita da sua cama no hospital em Virginia. O rapaz disse que a amiga ficou “empolgadíssima” ao saborear o milk-shake com a família, falando sobre a ocasião diversas vezes no dia seguinte.

No Facebook, o rapaz escreveu, no dia 31 de julho: “Eu gostaria de compartilhar uma história incrível sobre um lugar que nós todos conhecemos e amamos: o Tommy’s Restaurant, em Cleveland Heights, Ohio. O Tommy’s é famoso por sua comida e milk-shake incríveis. Se você cresceu em Cleveland, provavelmente já experimentou a bebida. Mesmo morando em Washington, eu sempre vou ao Tommy’s quando estou em Cleveland“, revelou Sam na publicação.

Recentemente, uma querida amiga minha, Emily Pomeranz, que também cresceu em Cleveland Heights (e também mora em Washington) precisou ser internada por que foi diagnosticada com câncer no pâncreas, seu terceiro tumor em 50 anos de vida. Eu fui visitá-la no endereço algumas semanas atrás e perguntei se ela precisava de algo. ‘Um boné do Cleveland Indians’, foi sua primeira resposta. Então, eu levei o acessório para ela no dia seguinte. Ela, então, disse com um sorriso: ‘eu gostaria de beber mais um milk-shake de café e chocolate do Tommy’s“, explicou o rapaz.

Continua após a publicidade

O homem sabia que a amiga não poderia viajar até Cleveland, então ele enviou um e-mail ao restaurante perguntando se era possível enviar o milk-shake a mais de 600 quilômetros de distância, até o hospital onde Emily estava internada.

Alguns dias depois, ele recebeu uma ligação de Tommy Fello, o dono do empreendimento, que disse: “Sim, nós vamos encontrar uma maneira de fazer isso funcionar!“. Após um pouco de pesquisa, o empresário enviou o milk-shake de café com chocolate, bem embalado, até Emily. “Foi uma grande surpresa. Ela ficou empolgadíssima. Compartilhou a bebida com toda a família e falou sobre o acontecido por dias e dias!“, relembrou Sam no Facebook.

  • Infelizmente, Emily morreu na semana passada. “Ela deixa um baú do tesouro cheio de memórias, um legado de risadas, alegria e comprometimento, e amigos e familiares em luto. Mas ela conseguiu realizar o seu desejo de tomar um último milk-shake do Tommy’s“, finalizou Sam, agradecendo ao empresário e equipe do restaurante de Cleveland.

    Dê sua opinião: E você, o que achou da história de Emily? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

    Continua após a publicidade
    Publicidade